Maiando o Maio acontece em Óbidos

A Vila de Óbidos pretende manter viva a tradição Maiando o Maio, dinamizada por associações e particulares com uma série de acções, como a apresentação de um livro sobre o costume dos Maios e das Maias em Portugal, a ser lançado dia 21 de abril. Também nesse dia, haverá um colóquio, no EPIC,  Conversas sobre Memória e Identidade. Nos dias seguintes haverá peditório, apanha das maias, música e embelezamento da vila de Óbidos,  jogos tradicionais, contadores de histórias, baile popular e ceia convívio.

Recorde-se que os  Maios, ou a festa das  Maias, é um rito ancestral, há mais de 2 mil anos. Nos primordios do século XX, a Câmara Municipal de Óbidos escolheu o dia 1 de maio como o seu feriado, devido à antiga tradição designada por Maios. A noite de 30 para 1 de Maio era passada em confraternização, com uma pequena festa  após a recolha de ofertas junto ao comércio, para serem aplicadas na compra de bacalhau e de azeite, que os rapazes e os homens da Vila  comiam durante a madrugada. A tradição mandava ainda que os rapazes, sem distinções sociais, fossem aos campos  apanhar maios ( aqui apelidados de “peidos floridos”), madressilvas e giestas, ao som de instrumentos musicais, principalmente  de  corda.

Texto de Clara Inácio 

Deixar uma resposta