Madeira ainda mais colorida e engalanada para celebrar a Festa da Flor este Maio

festa_flor2013 (114)Reportagem de Elsa Furtado e Francisco Padrão Mota

Que a Madeira é uma ilha florida não é novidade nenhuma, mas que uma vez por ano esta ilha do Atlântico fica ainda mais colorida e florida e vale a pena mostrá-lo e destacá-lo sim, este ano a famosa Festa da Flor decorreu em maio (o mês das flores), de 9 a 15, embora alguns dos eventos se prolonguem ainda até ao próximo domingo.

A festa da Flor arrancou oficialmente na passada quinta-feira, dia 9 de maio, com o tema “Madeira – Rota das Flores”, do vasto programa preparado para 2013, destacam-se a mostra de tapetes e arranjos de flores nas ruas da Baixa do Funchal, a exposição e mercado de Flores, o Muro da Esperança (inaugurado no sábado dia 11, onde milhares de crianças depositam flores em sinal de esperança e que se realiza há mais de 30 anos) e como auge das celebrações o Cortejo da Festa da Flor (que se realiza desde 1979), no domingo dia 12 de maio, à tarde, ao longo da Avenida do Mar e das Comunidades Madeirenses.

No cortejo deste ano desfilaram nove carros alegóricos. O primeiro trouxe Petra Camacho em a “Minha Ilha Minha Flor”, de João Rodrigues, seguido da “Paixão Colorida de Isabel Borges”.

A Escola de Samba Caneca Furtada trouxe “Flores dos Caminhos da Minha Ilha”, a que se seguiu “Rosa” da Associação de Animação Gerigonça.

Desfilaram ainda a Fábrica dos Sonhos, com “Na Ilha da Primavera”, seguidos da Turma do Funil, numa homenagem à festa, com “Comemorações dos 25 anos da Festa do Flor” e ainda “Na Rota das Flores Minha Ilha a Mais Bela” – pela Associação Fura Samba.

Para o fim ficaram a Associação Desportiva Cultural e Recreativa Bairro da Argentina com “Neste Jardim Celeste” e a encerrar o cortejo, “O Meu Tapete Voador de Flores” pela Sorrisos de Fantasia.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ao longo de quase duas horas e meia desfilaram ao longo da Avenida do Mar, cerca de 1300 participantes, entre bébés, crianças, jovens, adultos e séniores, e mais de 60 000 flores, num investimento de cerca de 300 000 euros, que fizeram as alegrias dos locais e dos milhares de turistas que se encontravam no Funchal para assistir à Festa.

As festividades continuam nos hotéis, ruas e lojas da cidade, propositadamente engalanados para a festa, com ainda mais flores e cuidado que habitualmente, até ao final desta semana.

A Festa da Flor remonta ao ano de 1954, quando se realizou no Ateneu Comercial do Funchal a Festa da Rosa, que incluía uma exposição/concurso de flores, em finais da década de setenta do século passado (1979), altura em que a Direção Regional do Turismo acrescentou manifestações de rua como a Cerimónia do Muro da Esperança, o Cortejo Alegórico da flor, concursos florais, de montras e jardins floridos, espetáculos musicais e decorações diversas.

A Festa da Flor é uma homenagem à Primavera, e a celebração da metamorfose e do renascimento, da fertilidade e da abundância das flores que pintam, perfumam e inebriam o meio envolvente.

O C&H agradece o apoio da TAP, Hotéis Pestana, Associação de Turismo em espaço rural da RAM – Casa da Piedade, EUROPCARDirecção Regional do Turismo da Madeira

Deixar uma resposta