Leitura encenada de Tennessee Williams no D.Maria II com entrada livre

Estados Unidos, anos 40. Época da Grande Depressão. Tom Wingfield aspira ser poeta mas o seu ganha pão é num armazém de sapatos. Tom sustenta a mãe, Amanda, uma mulher incapaz de acatar a realidade que vive num mundo ilusório e ainda a irmã mais nova, Laura que na infância sofreu uma doença que a conduziu à deficiência.

A rapariga tem uma perna mais curta que a outra e sobrevive com uma prótese. Colecciona cristais e sobrevive imersa no seu pequeno mundo enquanto a mãe a tenta integrar numa sociedade aparentemente desintegrada. Este é o tema de partida para a peça Jardim Zoológico de Cristal, um dos textos mais intensos do dramaturgo norte-americano Tennessee Williams.

O quotidiano desta família colorido apenas pela presença constante do jovem Jim O’Connor e a interacção entre todos é transportada esta terça-feira, dia 8, para o palco do Salão Nobre do Teatro Nacional D.Maria II, na baixa lisboeta, numa sessão das Leituras Encenadas que o Teatro tem vindo a promover.

Adaptada várias vezes em Portugal, desta feita a peça que arranca às 19h00 e tem entrada livre é coordenada por José Neves e interpretada por Paula Mora e por três alunos da Escola Superior de Teatro e Cinema: Maria Jorge Marques, Miguel Nunes e Jorge Albuquerque.

Por Sofia Rato
Foto de Tiago Mansilha gentilmente cedida pelo Teatro Nacional D. Maria II

 

Deixar uma resposta