La Place Mysterieuse traz ao Museu do Oriente uma casa de recordações

A companhia japonesa Mademoiselle Cinema leva ao palco do Museu do Oriente no dia 8 de setembro o espectáculo de dança moderna La Place Mysterieuse, que revive memórias e as alterações no conceito de família e da vida internacional.

O bailado conta uma história que tem início em 1989, ano da queda do Muro de Berlim, e que decorre no interior de uma casa onde fragmentos de memórias são revisitados.

O espetáculo revela as alterações nas relações familiares e internacionais “a um ritmo alucinante” onde se misturam cenas do passado e do presente – pessoas e imagens de Berlim e de Tóquio.

Além da coreografia, composta por um grupo exclusivamente feminino, em que cada uma das bailarinas desempenha o seu papel de residente na casa à medida que vão seguindo a história da vida de uma mulher num país estrangeiro e longe do seu país de origem, o espectáculo conta também artes visuais, objectos artísticos e figurinos fora do comum.

A companhia Mademoiselle Cinema foi fundada em 1993 por Naoko ito, “coreógrafa que partiu da premissa de que a era moderna pertence às mulheres”, diz um comunicado do Museu.

O espetáculo terá lugar no dia 8 de setembro, às 21h30. Os bilhetes já estão à venda e custam 15 euros.

Texto de Catarina Delduque

Deixar uma resposta