Jane Austen revivida em Morte em Pemberley de P. D. James numa edição Porto Editora

P.D.JamesVários são os escritores que marcam gerações, séculos e a Literatura dos seus países e época, permanecendo sempre “vivos” e intemporais, entre eles destacam-se Jane Austen, conhecida autora britânica do século XIX, ainda hoje acarinhada pelos seus leitores e fãs. O seu êxito e apreço foi tão grande que quase todas as suas personagens ganharam vida em séries televisivas e filmes, como foi o caso das personagens de Orgulho e Preconceito.

Recentemente, foi a vez dos principais personagens do romance ganharem vida num romance policial, de uma conhecida autora inglesa da atualidade – P.D. James, em Morte em Pemberley. Neste livro, em que o policial e o romance se cruzam, personagens como Elizabeth Bennet, Darcy, Jane, Bingley, Georgiana, entre outros, continuarem as suas aventuras, iniciadas no livro de Austen, em pleno século XIX.

1803. Elizabeth Bennet e Fitzwilliam Darcy – o famoso par de Orgulho e Preconceito –, casados há já seis anos e com dois filhos, não podiam estar mais felizes na imponente propriedade rural de Pemberley. Até ao dia em que Lydia, uma das irmãs Bennet, chega à mansão gritando que o marido foi assassinado na floresta.

Este é o ponto de partida de cerca das 300 páginas, que prendem o leitor enquanto o novelo da ação se vai desenrolando. Em Morte em Pemberley, P.D. James conta-nos o que aconteceu a algumas das nossas personagens favoritas de Jane Austen, mistérios, romances e relações, ao mesmo tempo que nos dá também um vislumbre da evolução da sociedade britânica, regras e tradições.

Este romance apresenta-se essencialmente como um policial, mas nunca sem deixar de ter em conta que é simultaneamente um romance, um romance onde mais uma vez o amor triunfa, tão ao jeito de Jane Austen.

Um livro para fãs e não fãs de Austen, que vai poder ser visto ainda este ano na BBC, numa minisérie de três episódios, a ser transmitida por altura do 200.º aniversário da publicação de Orgulho e Preconceito.

Morte em Pemberley tem tradução de Tânia Ganho e um preço de venda ao público de 16,60 euros, numa edição da Porto Editora.

Texto de  Elsa Furtado

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.