Jackie – Um Drama Verídico Em Estreia Esta Semana

Chega hoje às salas de cinema portuguesas Jackie, o mais recente trabalho do realizador chileno Pablo Larraín (de No, O Clube e Neruda). O filme acompanha a vida de Jacqueline Kennedy, interpretada por Natalie Portman, na semana seguinte ao assassinato do seu marido, o presidente dos Estados Unidos da América, John F. Kennedy. 

Famosa pelo seu carisma e elegância, Jacqueline Kennedy vivia uma vida glamourosa e superficial: ditava as tendências de moda, dava as melhores festas e era a personalidade de eleição da imprensa cor-de-rosa. Tudo isto muda a 22 de novembro de 1963 quando, numa viagem de campanha a Dallas, John F. Kennedy é alvejado e assassinado ao seu lado, na limusine onde seguia o casal. Nos dias seguintes, ainda traumatizada pelo evento e pela perda do marido, Jacqueline mostra a sua força e faz história ao assegurar o legado de John F. Kennedy para a posteridade.

Este filme retrata todos os acontecimentos e o luto pelo olhar da primeira dama, a partir de uma entrevista dada uma semana após o crime que chocou o mundo e abalou a política dos EUA.

O filme, o primeiro de Pablo Larraín em inglês, conta com três nomeações aos Óscares: Melhor Atriz, Melhor Guarda Roupa e Melhor Banda Sonora.

Título: Jackie
Título Original: Jackie
Género: Drama  
Realizador: Pablo Larraín
Intérpretes: Natalie Portman, Peter Sarsgaard, Greta Gerwig 

Sinopse:

Jacqueline Kennedy tinha apenas 34 anos quando seu marido foi eleito presidente dos Estados Unidos. Elegante, chique e inescrutável, tornou-se instantaneamente num ícone, uma das mulheres mais famosas do mundo, com o seu gosto pela moda, decoração e artes amplamente admirado.Mas a 22 de novembro de 1963, durante uma viagem de campanha a Dallas, John F. Kennedy é assassinado – e o fato cor-de-rosa de Jackie é manchado com o sangue do marido. Ao embarcar no Air Force One de volta a Washington, o mundo de Jackie – incluindo sua fé – está completamente destruído. Traumatizada e transtornada, enfrenta na semana seguinte o inimaginável: consolar seus dois filhos, desocupar a casa que ela cuidadosamente restaurou, e planear o funeral do marido. Jackie rapidamente percebe que os próximos sete dias determinarão como a história irá definir o legado de seu marido – e como ela própria será lembrada. JACKIE é um retrato intransigente duma mulher tanto icónica quanto misteriosa, bem como uma reflexão sobre fé, história, mitologia e perda.

Deixar uma resposta