Jacinto Lucas Pires vence o Grande Prémio de Literatura DST com o romance O Verdadeiro Ator

©Márcia Lessa - Jacinto Lucas Pires -O escritor Jacinto Lucas Pires recebeu o Grande Prémio de Literatura DST (Grupo Domingos da Silva Teixeira) no valor pecuniário de quinze mil euros, com a sua obra O Verdadeiro Ator.

Este prémio já é considerado uma das principais distinções na área da cultura em Portugal e será entregue ao autor na abertura da Feira do Livro de Braga, evento que o grupo DST patrocina.

O Grande Prémio de Literatura DST tem como objetivo a distinção da melhor obra nacional publicada no biénio anterior, alternando todos os anos entre obras em prosa e em poesia. Este ano contou com a inscrição de cento e vinte obras de prosa, tendo como presidente do júri Vítor Aguiar e Silva, que justificou a atribuição do prémio à obra de Jacinto Lucas Pires pela “agilidade e segurança nas narrativas, a par da elaboração formal em que relevam elementos de apuramento estético e inovação, que confirmam o autor como um dos nomes a valorizar na ficção portuguesa do presente”.

Jacinto Lucas Pires destacou-se com os romances Perfeitos Milagres, em 2007, Do Sol, de 2004 ou Universos e Frigoríficos, em 1998. Em 2008, foi galardoado com o Prémio Europa-David Mourão Ferreira, atribuído pela Universidade de Bari e pelo Instituto Camões.

A obra O Verdadeiro Ator conta a história de uma personagem grotesca, o ator Américo Abril, confuso com os diversos papéis que desempenha na vida — pai cansado, artista sem inspiração, marido pisado e amante infeliz — e no cinema — onde encarna Paul Giamatti, o seu alter-ego. Em pano de fundo (em sintonia intrigante com o momento atual), Portugal em estado de alerta: “Não há nem um gesto, a mínima sugestão de violência. Só o peso da multidão portuguesa, de braços para baixo, corajosos ombros contra as portadas constitucionais. Nem uma palavra mais dura sequer, apenas uns milhares, um milhão, de almas usando o peso da maneira mais sóbria. Ombros, testas, coxas, imaginem. Começa.

No final deste ano será publicado o regulamento para o concurso de 2013, que receberá a concurso obras de poesia publicadas no biénio 2011/2012.

Texto de Joana Resende 

Deixar uma resposta