Íris e fadistas algarvios animam feira de artesanato de Moncarapacho

Os Íris e os fadistas Pedro Viola, Teresa Viola e Cidália Moreira são as grandes atracções da XXII edição da Feira de Artesanato, Agricultura e Recreio de Moncarapacho (FARM), que está a decorrer até domingo, dia 5 de agosto, na Escola EB 2,3 Dr. António João Eusébio.

Um dos mais conhecidos eventos do sotavento algarvio vai completar a oferta de sol e mar, com a gastronomia de excelência temperada com os mais adequados vinhos e temperos, no espaço expositivo «Alengarb – Sabores e Temperos no Sul».

Esta edição acolhe expositores de todo o País, dando particular relevo aos artesãos da região, mas também aos produtos agrícolas e às tradicionais tasquinhas com sabores regionais e, claro, muita música. No certame é possível visitar o Espaço Alengarb – “Sabores e Temperos do Sul”, mas também fazer degustações de azeite, mel e doces regionais ou provar vinhos de quintas do Algarve.

A FARM volta hoje (sexta-feira) a abrir portas às 19h00 e encerra à 1h00, sendo a noite dedicada ao fado, com as atuações dos irmãos fadistas moncarapachenses Pedro e Teresa Viola, acompanhados da reconhecida fadista Cidália Moreira.

Já no sábado será a vez dos algarvios Íris, liderados por Domingos Caetano, darem um espectaculo de música para miúdos e graúdos, às 22h00, que irá certamente contar, como sempre, com a boa disposição que caracteriza a banda. Durante a noite de sábado haverá ainda espaço para a realização de uma Gala de Artes Marciais, às 20h30, seguindo-se depois a actuação do DJ Zoon, que irá anima a noite até às 02h00.

No domingo, 4 de agosto, último dia deste evento que, todos os anos, atrai muitos milhares de pessoas a Moncarapacho, a FARM também abre às 18h00 e encerra à 1h00. Haverá um jogo de Futsal Iniciados às 20h00 e a partir das 22h00 a noite é, como habitualmente, dedicada à música popular, com a realização do XXVII Festival Internacional de Folclore.

A organização da feira está a cargo do Lusitano Ginásio Clube Moncarapachense, em parceria com a FESNIMA – Empresa Pública de Animação de Olhão.

 Texto de Cristina Alves

 

Deixar uma resposta