Indie Lisboa começa a 5 de Maio

O IndieLisboa, festival internacional de cinema independente, está de volta para a sua 8ª edição, e de 5 a 15 de Maio volta a trazer a Portugal o melhor e mais recente cinema independente de todo o mundo, marcando presença em várias salas lisboetas.

O festival acolhe longas e curtas-metragens e obras de documentário, ficção, animação ou experimentais, e o seu programa divide-se nas secções Competição Internacional, Observatório, Cinema Emergente, Pulsar do Mundo, IndieJúnior, Herói Independente, IndieMusic e Director’s Cut. Esta edição conta com um total de 205 sessões divididas pelo Cinema São Jorge, Culturgest, Teatro do Bairro e Cinemateca Portuguesa.

No total dos filmes seleccionados incluem-se 28 estreias mundiais (mostrados em sala pela primeira vez), 15 estreias internacionais (exibidos pela primeira vez fora do seu país), 4 estreias europeias e 163 estreias nacionais (57 longas e 106 curtas-metragens). Há 114 ficções, 63 documentários, 43 animações, 37 experimentais e quatro vídeos de música.

Nesta edição estarão presentes 30 filmes portugueses (9 longas e 21 curtas), 20 dos quais integram a competição nacional. Europeus são 180, da América 56, 7 da Ásia, 1 de África e 1 da Oceânia.

Carlos, de Olivier Assayas e Les Amours Imaginaires, de Xavier Dolan, são os filmes que irão abrir o festival no dia 5 de Maio. Os dois farão assim a sua antestreia nacional – ambos irão estrear comercialmente -, tal como Post Mortem de Pablo Larraín, Neds de Peter Mullan, e Meek`s Cutoff de Kelly Reichardt. A organização do Indie destaca ainda outros filmes como Homme au Bain de Christophe Honoré, Mulberry St. de Abel Ferrara, Tabloid de Errol Morris e A Letter to Elia de Martin Scorsese e Kent Jones. O programa completo pode ser consultado no site oficial.

Este ano, Júlio Bressane será o Herói Independente, a secção Cinema Emergente terá uma programação especial de filmes da escola Le Fresnoy, IndieJúnior terá uma programação especial de filmes do estúdio Folimage, e continuarão as Lisbon Talks e o Indie by Night, proporcionando momentos de descontracção em torno do Cinema.

Serão onze dias recheados com mais de duas centenas de filmes independentes a não perder distribuídos pelas nove secções oficiais, bem como algumas sessões especiais, e várias actividades paralelas (debates, conferências, ateliers, masterclasses ou concertos).

Por Sara Peralta

Deixar uma resposta