Ibis apresenta imagem renovada, novo conceito e aplicação que permite transformar o sono em arte

ibis_lisboa (1)A rede de hotéis ibis, do grupo Accor, renovou a sua imagem e apresenta-se agora no mercado com um novo logótipo (uma almofada) e três novas marcas distintas que partilham o conceito de modernidade, simplicidade e bem-estar – o ibis (de cor vermelha), ibis Styles (de cor verde) e o ibis Budget com um novo conceito de bem estar e sem extras (de cor azul).

A ibis Styles é a marca topo de gama da ibis, em que apresenta hotéis de assinatura, todos diferentes uns dos outros, com uma decoração e serviços personalizados, em regime de Tudo Incluído.

Já os hotéis ibis (tradicionais) mantêm a qualidade de oferta e o tipo de serviço, mas agora com novas camas e almofadas, especialmente desenhadas para a marca, sob o lema “Happy Sleep”. As zonas comuns também foram renovadas, com um conceito da autoria de Phillippe Avanzi.

A marca ibis surgiu em 1974, com a intenção de democratização das viagens, sob o lema “Value for Money”, ou seja, permitir a todos aqueles que gostam de viajar a possibilidade de o fazerem, ao ficarem instalados em hotéis mais acessíveis e indo de encontro às suas necessidades.

ibis_lisboa (3) ibis_lisboa (2)

 

A cadeia tem cerca de 900 hotéis espalhados em todo o mundo, da Europa à Ásia, passando ela América e Austrália, 20 deles em Portugal ( e prestes a abrir mais um na zona da Expo, junto à Gare do Oriente), e todos as suas unidades possuem certificação de qualidade.

Outra característica da cadeia é o Contrato 15, que diz que se um problema ou exigência de um hóspede não for resolvido e atendido em 15 minutos, esse hóspede recebe a estadia de oferta.

As preocupações ambientais também estão muito presentes no funcionamento da empresa, que segue à risca o Plano 21, com 21 acções para cuidar do ambiente

ibis_sleep_art

Outra novidade é também o lançamento da Sleep Art, uma aplicação inovadora para iPhone que transforma uma noite de sono em arte digital.

O funcionamento é simples: depois de programada a aplicação, o iPhone transforma-se num detetor de movimentos e sons e a informação recolhida é depois convertida, em tempo real, num desenho digital.

A aplicação mantém-se ativa durante toda a noite com o iPhone posicionado em cima do colchão. Na manhã seguinte, o utilizador é despertado à hora marcada com a música Sleep Art e descobre a obra de arte que produziu durante a sua noite de sono. É ainda possível rever o progresso do desenho, minuto a minuto, no ecrã do telemóvel e partilhar o resultado nas redes sociais.

Esta nova experiência digital proposta pelo Ibis, em colaboração com a BETC Digital, é gratuita e está disponível para todos os utilizadores de iPhone.

Texto de Elsa Furtado e Sandra Mesquita
Fotos de Francisco Padrão Mota