Ibero Cruzeiros inaugura rota com partidas de Lisboa e Funchal em Junho

O Porto de Cruzeiros de Lisboa recebeu esta quarta-feira pela primeira vez o “Grand Voyager” da Ibero Cruzeiros, um navio de sete decks com lotação para 927 passageiros e 360 tripulantes. Entre 18 de Junho e 20 de Agosto este navio vai realizar o cruzeiro “Maravilhas do Atlântico III”, com partidas de Lisboa rumo a Vigo, Cádiz, Casablanca, Agadir e Funchal. Na apresentação do navio à imprensa, a companhia mostrou-se bastante satisfeita com este percurso, que, segundo adiantaram, “está a registar uma procura extraordinária”.

Tendo também como locais de embarque e desembarque os portos de Vigo e do Funchal, Lisboa é, no entanto, “uma das grandes apostas da Ibero Cruzeiros para 2011”. Uma estratégia que, segundo Henrique Mateus, delegado comercial da companhia em Portugal, passa pelo embarque durante esta temporada de mais de 1600 passageiros, apenas nas saídas de Lisboa. Um número bastante significativo dentro do universo das seis mil reservas de clientes portugueses definidas como objectivo pela empresa e que se dividem pelos três portos de embarque/desembarque, o que representa um crescimento de mais de 50 por cento em relação ao ano passado.

Perante estas perspectivas tão optimistas, a delegação comercial da companhia em Portugal já teve que aumentar de 32 para 80 o allotment de cabines por semana, que apresentam valores a partir dos 408 euros. No total o navio dispoe de 418 cabines, divididas pelas diversas tipologias (standard, superiores, especiais, panorâmicas, suítes junior, gran suítes luxo e suítes luxo).

Nos argumentos Ibero Cruzeiros, destaca-se o regime “Tudo Incluído”, em alternativa à Pensão Completa, bastando para isso que o passageiro pague um suplmento de 16 euros por dia ou de 8 euros no caso das crianças. O “Tudo Incluído envolve não só a gastronomia, os espectáculos e outros serviços, como também bebidas (sempre de marca). A oferta no Maravilhas do Atlântico III é ainda reforçada com a mais-valia das línguas oficiais a bordo serem o português e o castelhano.

Ainda em termos de facilidades e de forma a atrair um maior número de famílias, a Ibero Cruzeiros dá ainda a possibilidade de um agregado com quatro elementos poder ocupar duas cabines pelo preço de uma, com a atenuante que as crianças até aos 18 anos pagam apenas as taxas de embarque, no valor de 190 euros.

Os tempos livres a bordo podem ser passados à beira da piscina, no Ginásio – onde os passageiros terão o apoio de um preparador físico tanto na sala de musculação como no fitness – ou no Spa, onde estão disponíveis circuitos, tratamentos termais, massagens, hidromassagens, etc.. Para quem tenha outros interesses, o Grand Voyager dispõe também de Biblioteca (com espaço de leitura e internet), Parque Infantil, Sala de Jogos e Lojas Duty Free. A pensar no jantar de gala, o navio possui ainda um Centro de beleza e bem-estar com serviço de cabeleireiro, esteticista e massagista. As noites a bordo dividem-se entre os espectáculos no teatro, o Sky Lounge Disco, o Casino e o Piano Bar com música ao vivo.

Em termos técnicos, a característica mais marcante deste navio é a sua velocidade de cruzeiro, que, à semelhança do Queen Mary II – considerado o maior navio do Mundo até 2009 – atinge os 28 nós, o que faz do Grand Voyager o navio mais rápido, permitindio-lhe assim ter as melhores rotas e chegar a mais portos.

Nas palavras de Alberto Machado, responsável pela comunicação da companhia em Portugal, este é um “produto especial para quem quer fazer uma cruzeiro pela primeira vez”.

 

 

Texto de Cristina Alves

 

Deixar uma resposta