Guimarães organiza a primeira edição da Contextile 2012, trienal de arte têxtil contemporânea

A primeira edição da Contextile 2012, trienal de arte têxtil contemporânea, organizada pela Guimarães 2012 – capital europeia da cultura, em parceria com a Ideias Emergentes, e vai decorrer de 1 de setembro a 14 de outubro.

A trienal integra residências artísticas, exposições, workshops e conferências, tendo como principal tema o têxtil. O objetivo desta iniciativa é o de promover o diálogo entre artistas, criadores e a comunidade, contribuindo assim para a valorização da arte têxtil e para o desenvolvimento das indústrias culturais e criativas. Serão dadas a conhecer aos visitantes as obras de novos artistas assim como a valorização da utilização do têxtil em abordagens mais inovadoras e diferentes.

O programa da Contextile 2012 inclui uma exposição internacional na Casa da Memória em Guimarães, residências artísticas como Bordado de Guimarães com Mónika Jarg, que é a artista convidada para esta residência e irá desenvolver o seu projeto em parceria com uma artesã vimaranense; exposições satélites como Arquivo Fabril e Gisela Santi na Casa da Memória e no Arquivo Municipal respetivamente; também uma conferência para promover o debate sobre o futuro da Arte Têxtil Contemporânea no Grande Auditório do Centro Cultural Vila Flor nos dias 2 e 3 de outubro de 2012, e várias intervenções artísticas públicas.

Texto de Joana Resende

Deixar uma resposta