Grupo Real inaugura hotel de 5- estrelas em Olhão

O grupo hoteleiro Hotéis Real inaugura esta quinta-feira, dia 2o de Maio, um novo hotel e apartamentos de luxo de 5-estrelas, na cidade de Olhão,  e que consiste num investimento de 46 milhões de euros e a criação de cem postos de trabalho directos.

Situado à beira da Ria Formosa, o novo Real Marina Hotel & Spa apresenta uma localização privilegiada com acesso à futura Marina de Olhão.

Além do hotel com 144 quartos, o projecto inclui ainda o Real Marina Residence, com 80 apartamentos de luxo, que representam um investimento de mais 18 milhões de euros, por parte do grupo Hotéis Real.

O design de interiores tem a assinatura do conhecido atelier Graça Viterbo, sendo o projeto arquitetónico da autoria do arquiteto António Campos.

Para o presidente do Turismo do Algarve, Nuno Aires “é de aplaudir o voto de confiança dos Hotéis Real no destino, com o reforço da oferta de alojamento na região em mais 144 quartos, dos quais 12 são suites, para além de um inovador Spa onde a água do mar assume protagonismo”.

Segundo o diretor-geral do Real Marina Hotel & Spa Lourenço Ribeiro, “esta aposta dos Hotéis Real pretende complementar a oferta da cadeia hoteleira no Algarve, com uma experiência mais vocacionada para a Natureza e o Bem-Estar”.

“A beleza e as potencialidades da Ria Formosa, ao nível da fauna e da flora, aliadas ao desenvolvimento de programas de ecoturismo na região, contribuíram para a criação deste projeto. Como tal, temos vindo a estabelecer parcerias com vários operadores locais, de modo a promover a riqueza dos vários ecossistemas deste Parque Natural”, salientou também.

O mesmo responsável considera, ainda, que a existência do Real Marina Hotel & Spa e do Real Marina Residence em Olhão”representa uma opção diferenciadora para a região, ao proporcionar uma experiência à volta das ilhas, da pesca e da Ria Formosa num ambiente 5 estrelas”.

O novo Real Marina Hotel & Spa aposta no turismo nacional, mas também em mercados como a Espanha, o Reino Unido, a Holanda e a Alemanha, nos quais se verifica uma procura mais orientada para as experiências e o ecoturismo.

Por Cristina Alves

Deixar uma resposta