Fui ao Baile da Paróquia … com os Real Combo Lisbonense

Reportagem (texto e fotos) de Elsa Furtado

Um verdadeiro baile ao melhor estilo de antigamente, e ao dos que ainda acontecem atualmente em muitas paróquias por este país fora, é como se pode descrever o ambiente de ontem à noite, na Voz do Operário, em São Vicente de Fora, em Lisboa, na edição extra dos Optimus Bailes, protagonizados pelo Real Combo Lisbonense.

A edição de ontem à noite teve um cariz especial face às outras anteriores, que decorreram no Clube Ferroviário, também em Lisboa, pois contou como convidados principais a emblemática Simone de Oliveira, que atuou na primeira parte da noite, e o “pai” do rock português – Rui Veloso e teve também como palco uma sala de espetáculos muito especial para uma geração e classe de lisboetas.

Durante a noite foram várias as recriações de temas nacionais e estrangeiros que marcaram outras décadas, como a de 50, 60, e até 80, e foi um gosto ver as novas gerações e alguns membros das gerações mais antigas a darem o seu pezinho de dança, ao som de “Fado é bom para Xuxú”, “Camisa Amarela”, “O Vento Mudou”, e tantas outras que fazem parte do reportório dos Real Combo Lisbonense composto por Ana Brandão, João Pinheiro, Bernardo Barata, Márcia Santos, Ian Mucznik,  Mário Feliciano, João Leitão, Rui Alves, João Paulo Feliciano, Sérgio Costa.

Mas um dos pontos altos da noite estava mesmo guardado para o fim, com a entrada em palco de Rui Veloso, que em boa forma e bem-disposto se juntou ao grupo e pôs toda a gente a dançar ao som de “Ai Quem Me Dera a Mim Rolar Contigo num Palheiro”, seguido do emblemático “Chico Fininho”, dois temas do mítico Ar de Rock, para encerrar a atuação do mestre um rock ao melhor estilo da época e em inglês.

O público dançou, cantou e fartou-se de aplaudir, e foi neste tom animado que seguiu em formação de “comboio” e a cantar em coro com a banda “O rei das traquitanas é o Timpanas, de chapéu à patuleia e botas altas…” do “Solidó do Timpanas Bolieiro”, para a despedida, que se fez depois de várias insistências de só mais uma, terminando em ritmo alegre e swingado, terminando com chave de ouro esta primeira série de Bailes de iniciativa da Optimus, deixando no ar a vontade e o pedido de mais, tal foi o sucesso e a adesão que a iniciativa teve por parte do público alfacinha.

Deixar uma resposta