Fins Club – o sabor da cozinha australiana chega a Portugal na Malveira da Serra

Reportagem de Clara Inácio e Elsa Furtado (texto e fotos)

O chefe australiano Steven Snow abre o seu primeiro Fins fora da Austrália e escolheu Portugal, mais concretamente a Quinta da Magnólia, na Malveira da Serra, em Sintra. O local não podia ser mais encantador, localizado na serra, com o mar aos pés e a serra nas costas, é um local onde se respira tranquilidade, charme, acolhimento e requinte, de que é exemplo a sala de jantar, que se abre sobre a serra e o mar, tornando o espaço ideal para uma refeição diferente.

O Fins concept é a fusão da experiência, das cozinhas, dos temperos, dos sabores que Steven junta quando cozinha, com uma grande influência da cozinha do sudoeste asiático. A sua cozinha privilegia o mar, com o peixe e os mariscos. A Quinta da Magnolia é uma casa de alojamento local, resultado do sonho de um casal alemão, que comprou uma casa particular com vista para o mar e para a serra e a transformou num pequeno hotel de charme (aberto recentemente) e agora também com um restaurante muito especial.

No Fins Club pode-se jantar  de quinta a domingo e almoçar ao domingo (sempre sobre marcação), escolher pela carta ou então provar o menú degustação composto por cinco pratos, incluindo entradas e sobremesa, por 65 euros, sem vinhos.

O menú de degustação é composto por sachimi de dourada, o duo de ostras, ostra com malagueta e ostra em tempura com molho de pickles, gengibre, chili e folha de lima, porco biológico, com camarão e legumes, o Finn’s peixe, dourada sob uma cama de arroz sushi crocante e espargos verdes. A sobremesa encerra a refeição com a sugestão de um bolo esponjoso, com molho de morango, ruibarbo e gelado de gengibre.

Pode acompanhar a refeição com vinho branco da Quinta de Carapaços, Minho, de 2010, um vinho verde espadeiro de 2010, também da Quinta de Carapaços e um vinho tinto Curva Reserva de 2008, Douro.

Steven Snow  é proprietário e chefe responsável do Fins em Brunswick Heads, na Austrália, que ganhou o prémio de melhor restaurante de peixe e marisco da Austália, sendo uma história de sucesso, pois pegou num restaurante falido e tornou-o uma lenda.

Para a elaboração desta ementa disse “ter tentado criar algo de novo, uma vez que não pode melhorar o sabor, que é excelente, e tentar ângulos diferentes” e contou ainda que da cozinha portuguesa utiliza na Austrália as cataplanas de cobre, o arroz de marisco, a massa de pimentão e o refogado.

Em Portugal tem como parceiro de aventura Paulo Côrte-Real, com quem tem uma relação de amizade de longa data e cujo trabalho admira. Juntos, “pretendem fazer parte da cultura gastronómica de Portugal e afirmam que, apesar do restaurante ser pequeno, têm uma ambição grande”.

O restaurante localiza-se na Quinta da Magnólia no Caminho do Uruguay, nº. 526, Malveira da Serra.


Deixar uma resposta