FIA 2011 encerrou com saldo de 130 mil visitantes

Reportagem de Clara Inácio (texto) e Elsa Furtado (fotos)

Encerrou no domingo passado (4 de Julho) aquela que é considerada  a maior feira de artesanato da Península Ibérica e a segunda maior da Europa, com um novo recorde de visitantes, mais de 130 mil pessoas, em nove dias de feira, entre público e expositores, que tiveram pela primeira  vez à disposição quatro pavilhões para visitar.

Este sucesso é atribuído à diversidade de ofertas dos expositores, às propostas artesanais contemporâneas,às iniciativas multiculturais, um programa de animação variado, com atuações musicais e de ranchos folclóricos, ampliação da área da gastronomia (este ano a única ocupante do pavilhão 4) e ao entretenimento infantil proporcionado por dois “palhaços” que efectuavam pinturas faciais e construção de figuras com balões.

Nesta 24ª edição estiveram representadas todas as regiões nacionais, com destaque para os Açores e Madeira, no plano internacional destacaram-se as participações oficias de Angola, Moçambique, Brasil, Argentina e África do Sul(como país convidado).

O artesanato nacional foi distinguido através da atribuição de diversos prémios. O Prémio Nacional de Artesanato promovido pelo IEFP–Instituto de Emprego e Formação Profissional,no âmbito da exposição ‘Artes da Casa – Ambientes Singulares’.

Foram premiados na modalidade de Artesanato Tradicional a “Toalha com rendas de bilros“,de Maria Alice Correia e Ester Barros Costa, de Vila do Conde, o “Contador Indo-Português Grifo“, de Carla Sofia Martins Canhoto e João Luís Martins Canhoto, de Mafra, e “Mesa para Dois”, de Adélia Mendes de Faria, Maria da Conceição Miranda Ferreira e Maria Isabel Ferreira Vales Oliveira, de Guimarães.

Na modalidade Artesanato Contemporâneo foram distinguidos os trabalhos “Encontro”, de Adélia Mendes de Faria, Maria da Conceição Ferreira, Maria Isabel Oliveira e Cristina Vilarinho, de Guimarães, “Amor Português”, de Maria Alexandra de Almeida,de Condeixa-a-Nova, e “Sofá Mariana”, de Ludovic Lestable, de Lisboa.

No âmbito do Prémio de Artesanato FIA 2011 foram distinguidos António Faria Vieira com 1º Prémio na categoria de Melhor Peça de Artesanato Tradicional, com a peça ‘Réplica de Bandolim Antigo’, e Cristina Claro com a peça ‘Candeeiro Cogumelo’ foi a vencedora do 1º Prémio na categoria de Melhor Peça de Artesanato Contemporâneo.

Foram assinalados com Menções Honrosas na categoria de Artesanato Tradicional, os artesãos Maria Inácia Galvão e Fernando Jorge Ribeiro. Na categoria de Artesanato Contemporâneo foram três as Menções Honrosas, para ‘De Raíz-Design e Arte’, Tânia Gil e Francisca Maria Serrano.

O sucesso consecutivo da FIA Lisboa dita a sua continuidade em 2012, realizando-se de 30 de Junho a 8 de Julho de 2012, na FIL, no Parque das Nações.

 

Deixar uma resposta