Festival Silêncio arranca hoje

Arranca hoje o Festival do Silêncio com Espetáculos, Conversas, Cinema e Teatro, em diversos espaços da capital, do S. Jorge à MusicBox, passando pela Pensão Amor, onde a tertúlia vai ser sobre a poesia erótica com Rui Zink como  moderador.
A festa de abertura é com o espetáculo o Povo na esplanada com o mesmo nome, pelas 18h30 com microfone aberto para todos aqueles que se queiram aventurar.
O espectáculo Os Poetas é um dos mais aguardados desta edição do Festival. Editaram um disco em 1997, Os Poetas – Entre Nós e As Palavras. É uma ideia original de Hermínio Monteiro, Rodrigo Leão e Gabriel Gomes, que se juntaram para musicar as palavras dos grandes poetas portugueses, ouvidos em gravações originais ou através da leitura de actores. Os bilhetes são a 15 euros e sobem ao palco do S.Jorge a 29 de Junho.
Dia 30 traz os Pop Dell’ Arte que apresentam Neurotycon, o seu espectáculo original de spoken word. No dia 1 de Julho é a vez dos Mão Morta.
André Gago e o Teatro Instável apresentam André Gago e a Beat Hotel Band. A concepção é de André Gago, que recupera cinco poetas essenciais da Beat Generation: Jack Kerouac, Allen Ginsberg, William S. Burroughs, Gregory Corso e Lawrence Ferlinghetti. O título deve-se a um curto período de tempo em que os poetas conviveram num hotel parisiense, baptizado depois como o “Beat Hotel”.

Os filmes mostrados vão exibir a palavra de Léopold Sédar Senghar, primeiro Presidente da República do Senegal; o outro é sobra a vida e obra de Marguerite Duras e um documentário sobre  o escritor e jornalista Fernando Assis Pacheco.

Dia 30 de Junho é a final do Slam Lx / Poetry Slam Portugal na MusicBox, onde o vencedor receberá uma mini biblioteca da Quetzal, parceira desta iniciativa.

Para mais informações e detalhes vá à página do Festival.

Texto de Clara Inácio

 

Deixar uma resposta