Festival RESCALDO regressa à Culturgest em Fevereiro

RESCALDO-IMAGEM-12A sexta edição do Festival RESCALDO regressa ao Pequeno Auditório da Culturgest, em Lisboa, de 7 a 16 de fevereiro, sendo que a abertura e o encerramento do Festival acontecem na Trem Azul Jazz Store. Este evento vai apresentar 13 concertos, uma exposição de ilustração e dois lançamentos de discos da editora Shhpuma.

O objetivo do Festival RESCALDO é o de distinguir a mais significativa produção nacional no âmbito das músicas de vanguarda, nomeadamente na eletrónica, livre improvisação, rock e jazz, dando a conhecer novas formações que estão a surgir no panorama musical português, não deixando também de homenagear músicos e grupos já reconhecidos assim como cruzamentos entre músicos de áreas diferentes.

Assim, no dia 7 de fevereiro, na Trem Azul, poder-se-á ouvir os Go Suck a Fuck composto por músicos muito jovens que apresentam trabalhos de sonoridade indie-rock. A noite continua com Albatre, grupo holandês que vai trazer um concerto com muita energia que se situa entre o free jazz, o rock e o noise.

No dia 8, iniciam-se os concertos no Pequeno Auditório da Culturgest com a música ambiental e eletrónica de Diamond Gloss, um projeto de Gonçalo Pereira; segue-se Filho da Mãe, guitarrista consagrado no panorama musical português. No dia seguinte, ouvir-se-á Bruno Béu ao piano, compositor que tem trabalhado sobretudo na área do teatro; depois a pianista Joana Sá e o guitarrista Luís José Martins com o projeto Almost a Song.

O RESCALDO regressa à Culturgest nos dias 14 e 15 de fevereiro com Radial Chao Opera e Rodrigo Amado Hurricane no primeiro dia e Tropa Macaca, Pedro Lopes e os Pop dell’Arte, nome incontornável da história da música nacional, a encerrar os concertos na Culturgest.

O  encerramento do Festival acontece na Trem Azul no sábado, dia 16 de fevereiro  com três momentos: Luís Lopes Noise Solo, Black Bombaim, banda de rock nacional que se internacionalizou com o álbum Titans, e finalmente Flak DJ Set, nome indissociável das últimas três décadas de música em Portugal.

Quanto à exposição de ilustrações de Zé Burnay, esta estará patente na Trem Azul Jazz Store, situada na Rua do Alecrim, durante todo o festival, das 10h00 às 00h00.

Os concertos iniciam  às 21h30 e o valor do bilhete para cada noite é de 6 euros. Será realizado um desconto de 40% na compra dos quatro bilhetes para os concertos que têm lugar na Culturgest (dias 8, 9, 14 e 15 de fevereiro).

Para obter mais informações sobre a programação poder-se-á consultar o site do festival.

 

Texto de Joana Resende

Deixar uma resposta