Festival do Crato dia 2: O Funk e o Hip-Pop em destaque

Reportagem de Vânia Marecos

No Alto Alentejo continua-se a vencer a crise, e ao segundo dia o cartaz mais uma vez promete boa música: Cais do Sodré Funk Connection e Boss AC, servida depois de uns deliciosos petiscos alentejanos. 

Para além de promover a gastronomia e o artesanato, o festival serve também como plataforma de divulgação da cultura local. Pessoas, a primeira banda a entrar em palco é um projeto musical de Portalegre, que estando a jogar em casa, partia logo com a vantagem de contar com o apoio de familiares e amigos.

Embora ao início esse apoio fosse notório, à medida que o concerto avançava era visível que o restante público, que não conhecia a banda, se rendia música após música. Com uma sonoridade diferente, com letras irreverentes, Pessoas abriram as hostes do dia da melhor forma e cativaram todos os presentes. É sem dúvida uma banda para acompanhar.

Pouco depois das 23h00 o palco foi literalmente invadido pelos Cais Sodré Funk Connection que trouxeram uma onda de funk e soul que contagiou toda a plateia. A energia de SILK (Fernando Nobre) transparecia a cada acorde e com ele eramos quase obrigados a dançar. O público parecia marionetas comandadas pela música e no final alguns fãs ainda tiveram o privilégio de subir ao palco e partilhar com os CSFC um momento único.

A encerrar a noite o Hip-Hop de Boss AC, na plateia lia-se num cartaz «Boss, amanhã é sexta feira», mas o amanha era já hoje pois o concerto já começou depois das zero horas. Muitos dos que se deslocaram ao Crato esta noite, fizeram-no com um propósito ouvir Boss AC cantar para os amigos e foi isso que receberam.

Em palco acompanhado de Tó Cruz, ouviram-se as letras que estão no ouvido de todos “Tu és mais forte”, “Princesa” ou “Baza Baza”, não esquecendo o hit “sexta-feira”, repetido no final, que é uma banda sonora ideal para infelizmente ilustrar os nossos dias.

Mais uma vez a festa continuou pela noite dentro com o DJ Tiago Santos, da rádio Oxigénio, a dar música a quem ficou no recinto para o After Hours.

Deixar uma resposta