Festival Cantabile 2010 dá vida a monumentos em Setembro

O Goethe-Institut Portugal, o Teatro Nacional de São Carlos, Palácio de Monserrate, MUDE – Museu do Design e da Moda, Palácio Nacional de Mafra, Fundação Calouste Gulbenkian e o Centro Cultural de Belém vão receber de 2 a 11 de Setembro, os espectáculos inseridos no Festival Cantabile 2010.

O programa inclui entre outras, obras de Bach, Crumb, Mozart, Strauss, Schnittke, Brahms, Ravel ou Schuman. Ao canto, juntam-se a música instrumental para violino, viola, violoncelo e piano, que contam com as actuações de Elina Vähälä, Diemut Poppen, Alexander Chaussian e Ralf Gothóni. Laia Falcón e Maximilian Schmitt apresentam-se no canto.

A par dos concertos, o Festival Cantabile 2010 conta com uma vertente pedagógica, com vista à realização de uma Masterclass de canto com o barítono Tom Krause, entre os dias 2 e 9 de Setembro, na Nova Sala do Coro do Teatro Nacional de São Carlos.

Num ano em que se comemoram os 200 anos do nascimento de Robert Schumann, o Festival Cantabile 2010 consagra um sarau ao compositor em que apresenta o ciclo de canções ‘Dichterliebe’.

A direcção artística do festival é assegurada por Diemut Poppen, solista e professora universitária alemã.

Os preços para cada espectáculo variam, havendo concertos com entrada livre.

Texto de Cristina Alves

Deixar uma resposta