Festival Cantabile 2010 dá vida a monumentos em Setembro

O Goethe-Institut Portugal, o Teatro Nacional de São Carlos, Palácio de Monserrate, MUDE – Museu do Design e da Moda, Palácio Nacional de Mafra, Fundação Calouste Gulbenkian e o Centro Cultural de Belém vão receber de 2 a 11 de Setembro, os espectáculos inseridos no Festival Cantabile 2010.

O programa inclui entre outras, obras de Bach, Crumb, Mozart, Strauss, Schnittke, Brahms, Ravel ou Schuman. Ao canto, juntam-se a música instrumental para violino, viola, violoncelo e piano, que contam com as actuações de Elina Vähälä, Diemut Poppen, Alexander Chaussian e Ralf Gothóni. Laia Falcón e Maximilian Schmitt apresentam-se no canto.

A par dos concertos, o Festival Cantabile 2010 conta com uma vertente pedagógica, com vista à realização de uma Masterclass de canto com o barítono Tom Krause, entre os dias 2 e 9 de Setembro, na Nova Sala do Coro do Teatro Nacional de São Carlos.

Num ano em que se comemoram os 200 anos do nascimento de Robert Schumann, o Festival Cantabile 2010 consagra um sarau ao compositor em que apresenta o ciclo de canções ‘Dichterliebe’.

A direcção artística do festival é assegurada por Diemut Poppen, solista e professora universitária alemã.

Os preços para cada espectáculo variam, havendo concertos com entrada livre.

Texto de Cristina Alves

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.