Feira Setecentista recriada em Queluz de 14 a 16 de setembro

O largo do Palácio Nacional de Queluz vai receber a Feira Setecentista de Queluz nos próximos dias 14, 15 e 16 de setembro, realizada mais uma vez no âmbito de Sintra Capital do Romantismo.

A Feira Setecentista de Queluz vai recriar a época setecentista, período de apogeu do Palácio Nacional de Queluz, com artesãos e comerciantes nacionais e estrangeiros que irão trazer os ofícios antigos, em risco de desaparecimento. No século dezoito as feiras e mercados eram locais privilegiados de comércio, de encontro e de festa.

Com o casamento do infante D. Pedro com a sua sobrinha e futura rainha D. Maria I, o Palácio de Queluz sofre grandes alterações, com vista a adaptar a casa de veraneio a residência real que, mais tarde, em 1794, viria a ser sede da corte portuguesa.

Afastada de Lisboa, longe dos olhares e das más línguas, a povoação de Queluz viria a ser palco de grandiosos festejos nos seus jardins para um grupo restrito de pessoas a quem era permitida a entrada no paço. O povo e todos os que não lhe tinham acesso festejavam à sua maneira nos espaços exteriores.

Enquanto no interior do paço se dançavam minuetes, gavotes e alemandes, e se comiam autênticos manjares pantagruélicos, entre variadíssimos jogos e brincadeiras acompanhadas pelo som de violinos, à noite os seus jardins iluminados por lanternas ganhavam outra dimensão com a queima de variadíssimos fogos de artifício – era o requinte e a sofisticação no seu máximo esplendor. No exterior, o povo acendia fogueiras e dançava ao som de gaitas, castanholas e de uma ou outra guitarra.

As feiras e mercados no séc. XVIII eram, além de local privilegiado de comércio, o lugar de encontro e de festa pois, muitas vezes, estavam associados a festas religiosas, sendo frequentados tanto pelo povo e burguesia, como até mesmo por alguns elementos da família real.

 

Este ano a iniciativa contará com um espaço maior, com cerca de cinco mil e setecentos metros quadrados e cento e trinta e um participantes. e os visitantes poderão contar com animação permanente em todo o recinto.

O acesso à feira é livre e gratuito e pode ser feito no dia 14 de setembro, das 18h00 às 24h00, no dia 15 das 13h00 às 24h00, e no dia 16 das 13h00 às 23h30.

Texto de Joana Resende

Deixar uma resposta