Exposição Monserrate Revisitado – A Coleção Cook Em Portugal Para Ver Em Sintra

Até dia 31 de maio vai ser possível ver no Palácio de Monserrate, em Sintra, a exposição Monserrate Revisitado – A Coleção Cook em Portugal, que assinala os 200 anos do nascimento de Sir Francis Cook.

A mostra apresenta várias peças pertencentes atualmente a colecções privadas e públicas e que em tempos fizeram parte do acervo do Palácio, e que foram vendidas em 1946, com destaque para 50, que estão temporariamente de regresso a casa e a um relevo renascentista do escultor florentino Gregorio di Lorenzo, recentemente adquirido pela Parques de Sintra, que agora regressa ao Palácio para integrar a futura coleção museológica de Monserrate.

Pela primeira vez, depois dos restauros e abertura do Palácio ao público, estão aqui reunidas peças da coleção de arte escolhidas pelo riquíssimo industrial inglês Sir Francis Cook no fim do século XIX, para a sua casa de veraneio, permitindo assim compreender o valor artístico e histórico da sua coleção de arte em Portugal e a dimensão cultural do primeiro Visconde Sir Francis Cook e o conjunto de obras de arte que reuniu em Monserrate.

Algumas das peças são oriundas do Museu Nacional de Arte Antiga, Casa-Museu Medeiros e Almeida, Coleção Dr. Manuel Vinhas, Coleção John Somerville, Colégio de São João de Brito – Centro Inaciano do Lumiar, Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva – Museu de Artes Decorativas Portuguesas.

As peças estarão dispostas pelas diversas salas do palácio agora restauradas, evidenciando a primorosa beleza dos seus estuques decorativos, e permitindo uma nova forma de olhar o palácio, a sua arquitectura e dimensão.

O Palácio de Monserrate foi adquirido por Francis Cook, em 1856, que entre os seus inúmeros moradores ilustres se destaca o escritor William Beckford.

A exposição pode ser vista no Palácio de Monserrate, até 31 de maio, diariamente das 10h00 às 18h00.

Os bilhetes, que podem ser adquiridos no local, custam entre 5,70 euros (6-17 anos e mais de 65) e 7,13 euros (adulto).

Deixar uma resposta