Exposição de Fotografias De Alfredo Cunha Para Ver Na Cordoaria Até 25 De Abril

Tempo Depois Do Tempo 1970 – 2017 é a mostra de fotografias de Alfredo Cunha que está patente ao público no Torreão Nascente da Cordoaria Nacional, em Lisboa, até 25 de abril.

É num antigo edifício da Marinha, agora atribuído às Galerias Municipais de Lisboa, que podemos ver e conhecer mais de 500 fotografias tiradas ao longo de quatro décadas pelo fotógrafo e ex-repórter Alfredo Cunha.

Organizada por décadas e em núcleos: nacional, internacional, retratos e AMI, a mostra apresenta várias imagens muito representativas da História dos últimos 47 anos.

O antes da revolução, as pessoas anónimas, o 25 de Abril e Salgueiro Maia, a chegada dos Retornados de barco a Lisboa, e os contentores repletos de vidas desfeitas à chegada do Padrão dos Descobrimentos, ou a das “estátuas às fatias”, são alguns dos grandes momentos da nossa História moderna captados pelo fotógrafo e aqui apresentados.

Mas outros momentos da História Mundial são aqui apresentados, como a queda de Ceaucescu, na Roménia (em 1989) ao Iraque (onde esteve pela primeira 2003 e voltou amiúde nos últimos 10 anos), entre outras zonas de guerra.

Desde 2012, altura em que decidiu abandonar a carreira de jornalista, passando a ser fotojornalista freelancer Alfredo Cunha participou em grandes projetos e viajou pelo mundo inteiro, passando por países como a Nigéria, a Roménia, o Bangladesh, a Índia, o Haiti, o Sri Lanka, a Guiné Bissau e o Nepal, sempre de máquina em riste, e alguns na companhia de Luís Pedro Nunes, e de que resultou o seu último livro Toda a Esperança do Mundo.

Neto e filho de fotógrafos, Alfredo Cunha dedicou toda a sua vida à fotografia, sendo reconhecido como um dos maiores fotojornalistas da atualidade. Foi distinguido com muitos prémios, nacionais e internacionais, entre as quais a Comenda do Infante D. Henrique (em 1995). Parte da sua coleção encontra-se no Centro Português de Fotografia do Porto e no Arquivo Fotográfico Municipal de Lisboa.

Tempo Depois Do Tempo 1970 – 2017 de Alfredo Cunha pode ser vista até 25 de abril, na Galeria Municipal do Torreão Nascente da Cordoaria Nacional, de terça a sexta feira, entre as 10h00 e as 18h00, e ao sábado e domingo das 14h00 às 18h00. Os bilhetes estão à venda no local.

Deixar uma resposta