Este verão vá até ao Castelo de São Jorge em Lisboa e experimente uma das muitas atividades

Uma visita ao Castelo de São Jorge em Lisboa é só por si um bom motivo de passeio, mas este verão o Castelo ganha vida com múltiplas atividades e convida a visitas especiais.

Até setembro, todas as sextas e sábados é possível observer morcegos no castelo, pelas 20h30, na companhia de um biólogo e de um detector de ultra-sons, que ajudarão na observação e identificação das diferentes espécies, e explicação da importância dos morcegos para o equilíbrio do ecossistema. As inscrições para esta ação têm um custo de 10 euros.

Mas a animação continua nos próximos dias 29, 30 e 31 de julho,  em que o Castelo vai ser palco do Lisboa Souk, o mercado cultural dos países árabes, no Castelejo, das 9h00 às 21h00. Venha até o alto da cidade e conviva de de perto com as cores, cheiros, gostos e sons do Norte de África, Oriente e Extremo Oriente, e experimente pratos típicos, chá de hortelã, chichas, assista às danças orientais, compre artesanato e faça uma tatuagens com henna e sinta-se um verdadeiro habitante da Lisboa de outras épocas, na altura em que os árabes viviam por estas partes da cidade. A entrada é gratuita para os residentes de Lisboa, os não residentes podem adquirir um bilhete normal de entrada para o Castelo.

Depois faça uma “viagem” até à Argentina, no primeiro sábado de agosto ou de setembro e venha experimentar uma aula com as professoras argentinas  Miriam Nieli e Elena Gonzalez e aprenda a dançar uma milonga, com o som dos Anunamanta, um projecto que nasceu na Argentina, com Joana Ruival (voz, guitarra, percussão), Dinis Silva (clarinete, percussão e voz) e André Zambi (guitarra e bandolim). Nos terraços do castelo, às 18h00 e com a duração de 3horas, por 5 euros a inscrição.

O Castelo de São Jorge abre todos os dias às 9h00 e fecha às 21h00 no verão e às 18h00 no inverno. Os bilhetes de entrada, com acesso ao museu e à estação arqueológica, têm um preço de 7 euros.

Por Elsa Furtado e Clara Inácio
Foto de Elsa Furtado

Deixar uma resposta