Esfera dos Livros lançou Exilados de Manuel Arouca

Exilados é o novo livro de Manuel Arouca, recentemente apresentado na Embaixada do Brasil em Lisboa, numa edição da Esfera dos Livros.

A obra é um regresso ao passado, mais precisamente ao período pós Revolução dos Cravos, quando muitos portugueses tiveram de abandonar o país com destino traçado para o Brasil.

Um êxodo que se deveu sobretudo à nacionalização dos mais variados negócios e contas bancárias de muitos cidadãos portugueses.

Em terras de Vera Cruz os portugueses encontravam um porto de abrigo, com novos e diferentes costumes, vendo-se obrigados a reconstruir as suas vidas praticamente a partir do zero.

Manuel Arouca é já um escritor bastante conhecido dos portugueses, tendo escrito várias novelas como “Jardins Proibidos” e “Podia Acabar o Mundo” entre outras, e livros como “Deixei o Meu Coração em África”.

O brilho dos seus olhos tinha-a marcado para sempre. Cecília era casada com um homem que não amava, era herdeira do império financeiro Mendes Silva que se estendia até Angola e, sabia que a agitação política que se vivia em Portugal, depois da revolução do 25 de Abril de 1974, ameaçava fazer ruir o mundo em que vivia.
Quando desembarcou no Rio de Janeiro Cecília sabia que o futuro dos Mendes Silva estava nas suas mãos. Era ela que teria de recomeçar do nada. Mas entre a tentadora praia de Ipanema, o conhecido restaurante do Copacabana Palace, ou a imagem apaziguadora do Cristo Redentor Cecília não conseguia esquecer a imagem daqueles olhos marcados pela tragédia.
Tinha de descobrir José, resgatá-lo da sua dor, estender-lhe a mão e, quem sabe, libertar-se das regras sociais que a estrangulavam, de um marido que a traía e a desrespeitava e aprender, de uma vez por todas, a ser feliz.

Texto de Rui Costa
Foto de António Murteira da Silva

Deixar uma resposta