Esfera dos Livros lança A Mulher que Amou o Faraó

A Mulher que amou o Faraó, da autoria de Helena Trindade Lopes é o mais recente romance da autora, com a chancela da Esfera dos Livros.

Como historiadora experiente, Helena Trindade Lopes transporta-nos numa viagem no tempo, a uma realidade longínqua do Antigo Eito, com a descrição precisa e acutilante das paisagens, cheiros, usos e costumes do Antigo Egito, entre reis e cortesãos.

É Ísis, uma velha cantora de Amon que relata as suas memórias à sua neta Tity falando-lhe de Amenhotep IV, no ano cinco do seu reinado decide fundar uma nova capital numa zona inóspita, onde o vento sopra com força, erodindo a terra e os homens. Deu-lhe o nome de Akhetaton – o lugar da primeira vez. Mas o projecto é minado por invejas, desconfianças, intrigas e traições. Só Ísis, a jovem cantora, permanece ao lado do seu faraó, tudo fazendo em nome de um grande amor – que é a história que nos é trazida e contada.

Helena Trindade Lopes é licenciada em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (1981). Doutorada em História, área de Antiguidade Oriental, pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (1995), onde lecciona desde 1981 (Civilizações Pré-Clássicas, História do Egipto Antigo, Egípcio Hieroglífico, Hebraico, História Comparada das Religiões). Directora do Instituto Oriental da F.C.S.H., presidente da Associação Portuguesa de Egiptologia, membro de várias organizações internacionais de Egiptologia para a área da História e Arqueologia Egípcias.

Autora de seis livros e com mais de cinquenta artigos em revistas académicas nacionais e estrangeiras publicados. Directora das revistas Hathor – Estudos de EgiptologiaEstudos Orientais. Dirige o primeiro Projecto Arqueológico Português no Egipto (Palácio de Apriés, em Mênfis), iniciado em 2000. Foi agraciada com a Medalha de Grande-Oficial da Instrução Pública em 2003.

Por Clara Inácio

2 Comentários

  1. Finalmente!
    Finalmente, o Antigo Egipto passa do domínio académico para o grande público, através do Romance Histórico.
    Parabéns à autora, Maria Helena Trindade Lopes, mais uma vez pioneira também neste domínio!

Deixar uma resposta