Entrevista com os Anaquim, o novo projecto da música nacional- cd à venda a partir de hoje

Numa altura em que a música portuguesa começa a ter um novo fôlego surge o projecto Anaquim, com o álbum As Vida dos Outros, um projecto que desde o nome até à própria sonoridade é deveras invulgar e está à venda a partir de hoje. Aqui na primeira pessoa em entrevista ao Canela & Hortelã.

Sob o selo da Universal Music, pensado e elaborado por José Rebola, Anaquim é o nome do “duende saltitão e simpático que está na capa do CD e que tem molas nos pés, isso reflecte duas coisas: uma o seu carácter saltitão e outra o carácter festivo de alguns temas”.

Anaquim revela-se desta forma um álbum que reflecte temas actuais e prementes da nossa sociedade mas sem uma visão moralista, sempre descritos pela perspectiva “imparcial” deste duende acabado de chegar ao nosso mundo.

“Este é um álbum que desafia o público e que pretende ser a primeira fala de uma conversa que queremos ter com quem nos ouve, bem como se trata de um convite à análise e à mudança e que fala de uma série de encontros e episódios da vida quotidiana”,  explica José Rebola.

Em termos musicais As vida dos Outros denota diversas influências, “desde músicos portugueses como Carlos Paião e Sérgio Godinho, passando por música francesa, de ritmos balcânicos, influência americana, entre outros.”, conta ainda o músico.

Tema incontornável na entrevista concedida ao Canela e Hortelã foram também as novas tecnologias que segundo José Rebola “permitem que os trabalhos cheguem mais rapidamente a todo o lado, foi devido ás novas tecnologias que acabou por surgir a colaboração com a Ana Bacalhau, através das mensagens do Myspace”.

Já no que respeita à pirataria o músico confessou que qualquer “avanço em qualquer área tem aspectos bons e aspectos maus, penso que o equilíbrio não passa pela fiscalização porque toda a gente sabe que os portugueses são pródigos em dar a volta à fiscalização, mas passa talvez pela consciencialização”.

Para a futura digressão o público pode esperar “uma expansão onde toda a gente que está a assistir faz parte do espectáculo, um cenário musical festivo, brincadeira, uma vertente lúdica, em suma um espectáculo bi-lateral”.

No futuro José  Rebola afirma poder-se esperar “um Anaquim que continuará a fazer o retracto da sociedade e um processo de mudança da sociedade”.

A partir do próximo dia 1 de Março poderá adquirir e desfrutar deste álbum de estreia As Vidas dos Outros. Para acompanhar este lançamento – já previsto por alguns sectores da crítica musical como um dos “álbuns-revelação” deste ano, Anaquim irá saltitar por todo o país no próximo mês de Março com uma mini-digressão de apresentação que passa por Coimbra (TAGV, dia 17), Lisboa (Cabaret Maxime, dia 18), Guarda (Teatro Municipal, dia 25) e Caldas da Rainha (Centro Cultural de Congressos , dia 27).

Data dos próximos concertos dos Anaquim

17 Mar TAGV – Coimbra

18 Mar Maxime – Lisboa

25 Mar – Café Concerto (Teatro Municipal) – Guarda

27 Mar – Centro de Congressos – Caldas da Rainha

9 Abr – Centro Cultural – Ílhavo

9 Julho – Teatro Municiapl – Bragança

Entrevista de Rui Costa
Fotos Rita Carmo fornecidas pela Universal Music

Deixar uma resposta