Enns: a mais antiga das pequenas cidades austríacas

Depois de uma noite bem dormida, continuamos o nosso passeio pela romântica e bela Áustria em direcção à pequena cidade de Enns.

No momento da partida, o verde das árvores despede-se e o caminho para próximo destino começa, a pequena cidade de Enns espera-nos, mas antes, uma paragem memorável, no grandioso Mosteiro de Santo Florian, dedicado ao primeiro mártir cristão austríaco.

De estilo barroco, este mosteiro é conhecido pela sua rica biblioteca, com mais de 1000 manuscritos e incunábulos, pela sua colecção de obras de arte da autoria de Albrecht Altdorfer, pelo coro de rapazes e também por ter sido escolhido pelo compositor Alan Bruckner como última morada, cujo túmulo está na cripta por baixo da igreja, alinhado com o órgão principal.

A apenas alguns quilómetros, fica a mais antiga das pequenas cidades austríacas, Enns, onde viveu o compositor, aqui o mote é “Tempo para Viver”. Em pleno inverno, esta cidade bem no topo da Áustria fica coberta de branco, e mesmo no meio do frio, é uma cidade quente e simpática, com locais únicos, como um palácio renascentista, o único inteiro em toda a Áustria, uma torre que se avista de todos os lados da cidade, uma igreja gótica, onde não faltam as imagens de São Francisco e Santo António de Pádua e de Lisboa, vários vestígios romanos, entre outros segredos.

Nas montanhas circundantes é possível esquiar e praticar vários desportos de inverno, mas depois do degelo, andar a cavalo, jogar ténis, golfe, caminhar ou nadar num lago são algumas das actividades que se podem praticar ao ar livre, numa região muito apreciada no Verão.

A rematar, destaque para a comida, da típica austríaca, ao picante goulasch húngaro ou às internacionais pizzas italianas, acompanhadas de uma boa cerveja austríaca e um convite para visitar a região em breve, com o desabrochar das primeiras flores.


Texto e Fotos de Elsa Furtado

A jornalista viajou a convite do Turismo da Áustria

Deixar uma resposta