Em Novembro “Quebra-Nozes” traz magia, sonho e espírito natalício

CARTAZ_QUEBRA_NOZESO Moscow Classical Ballet apresenta, de 21 a 30 de Novembro em Portugal, o bailado O Quebra-Nozes, que vai passar pelas cidades de Lisboa, Coimbra, Castelo Branco, Leiria, Braga, Sintra, Figueira da Foz e Porto.

O Quebra-Nozes é considerado por muitos, como um dos bailados mais importantes do repertório clássico, destinado às crianças e normalmente apresentado na época natalícia.

A história baseia-se no conto O Quebra-Nozes e o Rei dos Ratos, de E.T.A. Hoffman, mais tarde adaptado por Alexandre Dumas, musicado por Tchaikovsky e coreografado por Marius Petipa.

Na noite de Natal, a pequena Clara recebe um presente especial do seu padrinho: um boneco quebra-nozes. O irmão, cheio de ciúmes, acaba por parti-lo. Apesar de o padrinho o ter conseguido reparar, Clara está preocupada e, quando todos vão dormir, vai à árvore de Natal ver como está o seu brinquedo. E a aventura começa.

A árvore atinge proporções exageradas e a sala enche-se de ratos comandados por um rei. Tentam raptar a menina e, nessa altura, o imprevisível acontece: o quebra-nozes ganha vida e mobiliza os soldados para defender Clara. Porém, perde o conflito e acaba também por ser capturado.
Após alguns instantes de tensão, Clara consegue vencer o rei dos ratos e salvar o quebra-nozes que se transforma num belo príncipe. A menina e o agora príncipe quebra-nozes partem rumo à aventura no Reino das Neves e no Reino dos Doces…

cascanueces046 cascanueces224

 

Lisboa será a primeira cidade a assistir a este bailado, que vai ter lugar no Coliseu dos Recreios, dia 21 às 17h00 e às 21h30. O Moscow Classical Ballet segue depois para Coimbra Teatro Gil Vicente, no dia 22 às 21h30; Castelo Branco, Teatro Avenida, no dia 24 às 21h30; Leiria, Teatro J. Lúcio da Silva, dia 26 às 21h30; Braga, Teatro Circo, dia 27 às 21h30; Sintra, Centro Cultural Olga do Cadaval; dia 28 às 21h30; Figueira da Foz, CAE, dia 29 às 17h00 e às 21h30; e Porto, Coliseu do Porto, dia 30 às 21h30.

Uma produção Danzarte, com 60 bailarinos, corpo de baile, solistas e um conjunto de técnicos, maquinistas de cena e iluminadores num total de 80 pessoas.Os bilhetes custam entre os 25 e os 35 euros.

Texto de Cristina Alves
Fotos gentilmente cedidas pela Produtora

1 Comentário

Deixar uma resposta