Dias da Música voltam ao CCB em Abril

As Paixões da Alma é o tema da 4ª edição dos Dias da Música, que decorrem de 23 a 25 de Abril, em sete salas do Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa.

O tema da edição deste ano foi buscar a inspiração ao livro Tratado das Paixões, de 1649, da autoria de Descartes, que serve de mote aos 72 concertos de vários géneros e épocas. Durante três dias vai ser passada “a pente fino” toda a história da música, desde as cantigas d’El-Rei D. Dinis até ao blues e ao gospel.

De volta ao CCB estão músicos como os pianistas Sa Chen, Miguel Henriques ou Fazil Say, e a Orquestra Metropolitana de Lisboa, nesta edição como orquestra residente numa formação sinfónica para interpretar três concertos, entre eles o de encerramento, cujo programa integra a Nona Sinfonia de Beethoven.

O King’s Consort também regressa ao CCB mas sob um nova denominação depois da saída de Robert King, apresentando-se nos Dias da Música como Retrospect Ensemble. O concerto de abertura dos três dias de espectáculos estará a cargo desta orquestra barroca acompanhada por quatro cantores e coro, para interpretar a Oratória profana ou Ode Pastoral”, de Handel.

A edição deste ano integra algumas novidades e estreias absolutas como a peça Eternidade, de Nuno Côrte-Real, pelo coro Lisboa Cantat, e a ópera para crianças “As Palavras na Barriga“, de Vasco Negreiros, pela Filarmonia das Beiras, e o coro juvenil Leioa Kantika Korala do País Basco (Espanha).

O agrupamento Atalanta Fugiens interpretará música de Teleman e uma peça que o seu maestro, Vanni Moretto, escreveu, D’egli unani affeti, inspirada nas definições de René Descartes.

De resto, as continuidades predominam nesta edição: a programação paralela inclui as rúbricas “Concertos Música Livre”, “Aqui há Conversas” e espaços “Aqui Há Pianos” (num dos espaços uma professora de jazz dará aulas informais).

Filmes antecipam Dias da Música na Cinemateca

A Cinemateca Portuguesa antecipa os Dias da Música no CCB, de 14 a 22 de Abril, com a exibição  de cinco filmes relativos ao mote da edição deste ano, “As Paixões da Alma”. A Cinemateca exibirá na sua sala à rua Barata Salgueiro, em Lisboa, entre outros, I’ve Always Loved You, de Frank Borzage, Eika Katappa, de Wener Schroeter, e Song of Love, de Clarence Brown.

Esta parceria acontece pela primeira vez, enquanto se renova o protocolo “Escolas em Palco” com o Ministério da Educação através da Agência Nacional para a Qualificação (ANQ). A esta iniciativa concorreram 40 escolas do ensino especializado de música, em duas modalidades: execução e composição. “Escolas em Palco” vai decorrer na Sala Amália Rodrigues (seis concertos) e estende-se ainda aos espaços Música Livre, onde se vão realizar mais dois concertos.

A organização volta este ano a disponibilizar duas ferramentas para ajudar o público nas suas escolhas: um conjunto de seis itinerários possíveis (Diversidade, Viagens no Tempo, Invulgar, Espírito Livre, Romântico e Sortilégios da Voz) e um guia da oferta existente, que consiste numa tabela com a descrição de cada concerto. Ambos serão disponibilizados na internet, nas bilheteiras e por telefone.

Os bilhetes vão dos três euros (bilhete de recinto, que permite circular e frequentar as actividades complementares) aos oito euros (bilhetes para o Grande Auditório, excepto no Concerto Inaugural, em que custam dez euros).

Por Cristina Alves

Deixar uma resposta