Dias da Música voltam ao CCB em Abril

As Paixões da Alma é o tema da 4ª edição dos Dias da Música, que decorrem de 23 a 25 de Abril, em sete salas do Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa.

O tema da edição deste ano foi buscar a inspiração ao livro Tratado das Paixões, de 1649, da autoria de Descartes, que serve de mote aos 72 concertos de vários géneros e épocas. Durante três dias vai ser passada “a pente fino” toda a história da música, desde as cantigas d’El-Rei D. Dinis até ao blues e ao gospel.

De volta ao CCB estão músicos como os pianistas Sa Chen, Miguel Henriques ou Fazil Say, e a Orquestra Metropolitana de Lisboa, nesta edição como orquestra residente numa formação sinfónica para interpretar três concertos, entre eles o de encerramento, cujo programa integra a Nona Sinfonia de Beethoven.

O King’s Consort também regressa ao CCB mas sob um nova denominação depois da saída de Robert King, apresentando-se nos Dias da Música como Retrospect Ensemble. O concerto de abertura dos três dias de espectáculos estará a cargo desta orquestra barroca acompanhada por quatro cantores e coro, para interpretar a Oratória profana ou Ode Pastoral”, de Handel.

A edição deste ano integra algumas novidades e estreias absolutas como a peça Eternidade, de Nuno Côrte-Real, pelo coro Lisboa Cantat, e a ópera para crianças “As Palavras na Barriga“, de Vasco Negreiros, pela Filarmonia das Beiras, e o coro juvenil Leioa Kantika Korala do País Basco (Espanha).

O agrupamento Atalanta Fugiens interpretará música de Teleman e uma peça que o seu maestro, Vanni Moretto, escreveu, D’egli unani affeti, inspirada nas definições de René Descartes.

De resto, as continuidades predominam nesta edição: a programação paralela inclui as rúbricas “Concertos Música Livre”, “Aqui há Conversas” e espaços “Aqui Há Pianos” (num dos espaços uma professora de jazz dará aulas informais).

Filmes antecipam Dias da Música na Cinemateca

A Cinemateca Portuguesa antecipa os Dias da Música no CCB, de 14 a 22 de Abril, com a exibição  de cinco filmes relativos ao mote da edição deste ano, “As Paixões da Alma”. A Cinemateca exibirá na sua sala à rua Barata Salgueiro, em Lisboa, entre outros, I’ve Always Loved You, de Frank Borzage, Eika Katappa, de Wener Schroeter, e Song of Love, de Clarence Brown.

Esta parceria acontece pela primeira vez, enquanto se renova o protocolo “Escolas em Palco” com o Ministério da Educação através da Agência Nacional para a Qualificação (ANQ). A esta iniciativa concorreram 40 escolas do ensino especializado de música, em duas modalidades: execução e composição. “Escolas em Palco” vai decorrer na Sala Amália Rodrigues (seis concertos) e estende-se ainda aos espaços Música Livre, onde se vão realizar mais dois concertos.

A organização volta este ano a disponibilizar duas ferramentas para ajudar o público nas suas escolhas: um conjunto de seis itinerários possíveis (Diversidade, Viagens no Tempo, Invulgar, Espírito Livre, Romântico e Sortilégios da Voz) e um guia da oferta existente, que consiste numa tabela com a descrição de cada concerto. Ambos serão disponibilizados na internet, nas bilheteiras e por telefone.

Os bilhetes vão dos três euros (bilhete de recinto, que permite circular e frequentar as actividades complementares) aos oito euros (bilhetes para o Grande Auditório, excepto no Concerto Inaugural, em que custam dez euros).

Por Cristina Alves

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.