Dia Mundial do Teatro no S. Luiz

O S. Luiz estende o Dia Mundial do Teatro por quatro dias, com os festejos a terem inicío no dia 26, apartir das 21h00, com uma Maratona de Leituras do texto de Henrik Ibsen Os pilares da sociedade, a noite é de festa e o DJ Nelson Warrior; assegura a música; no dia 27 às 21h00 continua a Maratona de Leituras, desta feita com Ler Dom Quixote, projecto iniciado  em Setembro, aqui em formato especial.

 As crianças não foram afastadas das comemorações e para elas, Jôjô, o reincidente, um trabalho de Fernando Mora Ramos, a partir do texto de Joseph Danan, nos dias 27 e 28, terça e quarta às 10h30 e às 15h30.

Jôjô, como todas as crianças, faz o seu mundo, fabrica-o, não aceitando o mundo que lhe põem à frente. Ao ser servido um mundo acabado, a imaginação, filha da ingenuidade e da atenção, da curiosidade e princípio das escritas, vai-se. Jôjô não consome, constrói e inventa outras coisas com os objectos da casa, é muito pequeno, não anda sozinho na rua. E está a crescer, a fazer-se grande. 

A festa termina dia 29, com apresentação do livro de Vera Borges e Pedro Costa:Criatividade e Instituições: Novos desafios à vida dos artistas e dos profissionais da cultura, seguida de discussão e reflexão em torno dos desafios que se colocam à vida dos artistas e profissionais da cultura, quinta às 18h30.

Texto de Clara Inácio

Deixar uma resposta