Dez Mil Guitarras de Chaterine Clément convida a uma viagem ao tempo de D. Sebastião

A Porto Editora lançou entre nós, o mais recente título da francesa Catherine Clément. Dez Mil Guitarras é a mais recente obra da autora, que nos leva numa viagem à época de D. Sebastião – O Desejado.

Na tradição do romance histórico, Dez Mil Guitarras, traz-nos a história de D. Sebastião e da batalha de Alcáçer-Quibir, contada na primeira “pessoa” por um bada, que tinha sido trazido da Índia como presente para o rei.

No campo de batalha de Alcáçer-Quibir jazem dez mil guitarras, no decorrer do ano de 1578. D. Sebastião é dado como desaparecido. Estará vivo ou morto? – este é o ponto de partida para a narrativa, que nos leva numa viagem à Europa do fim do século XVI.

A situação portuguesa, os segredos e intrigas das cortes portuguesas e espanholas, o peso da casa de Habsburgo, a violência das guerras religiosas, a demência do Imperador da Áustria e a rebelião da jovem rainha Cristina da Suécia e da sua paixão por Descartes completam o enredo, que nos é desvendado capítulo a capítulo, no estilo cativante e envolvente a que a autora já nos habituou.

Destaque ainda para a capa do livro, que reproduz o desenho da época do famoso rinoceronte, trazido da Índia para as cortes europeias, para diversão dos soberanos e povos ocidentais.

Catherine Clément nasceu em 1939, em Paris, é formada em Filosofia e Antroplogia e autora de obras como A Senhora, Por Amor da Índia, A Valsa Inacabada, A Rameira do Diabo, As Novas Bacantes, A Viagem de Théo e o Último Encontro, já editadas entre nós.

O livro tem um preço de venda ao público de 17,50 euros.

Por Clara Inácio

Deixar uma resposta