Dead Combo, Blood, Redshoes e Macacos do Chinês no MexeFest

O Vodafone Mexefest, que se realiza a 2 e 3 de Dezembro entre os Restauradores e a Avenida da Liberdade, continua a mexer e acaba de anunciar mais três nomes para o cartaz: os portugueses Dead Combo e Macacos do Chinês e os britânicos Blood Red Shoes. Estes nomes juntam-se a James Blake, Eleanor Friedberger, Handsome Furs, PAUS, Bebe e doismileoito, entre muitos outros, prefazendo um total de 28 bandas no festival de inverno lisboeta.

Entre o garage e o punk, o alternativo e o grunge, a dupla de Brighton – que confirmou na sua página que atuam em Lisboa, a 3 de Dezembro – define-se pela irreverência com que recria o rock, fundido estilos e influências que vão de Sonic Youth a Queens of The Stone Age. Ao vivo, Steven Ansell e Laura-Mary Carter são uma mistura explosiva de guitarra elétrica e bateria que não deixa ninguém indiferente.

Já os Dead Combo vão trazer ao festival o seu quarto álbum, no qual a dupla de Tó Trips e Pedro Gonçalves transfora guitarras elétricas e clássicas em guitarras portuguesas.

Enquanto isso, os Macacos do Chinês vão apresentar-se entre o hip-hop, o dubstep e uma linguagem de guitarra portuguesa que está muito para lá do fado. Ao vivo, a banda da Reboleira é conhecida pela energia inesgotável e pela postura incendiária, com rimas flamejantes a alternarem o protagonismo com a batida.

Mas as novidades não se ficam pelo cartaz do evento. A Igreja de São Luis dos Franceses, situada nas Portas de Santo Antão, agora recuperada, junta-se ao conjunto de salas do festival – Cinema São Jorge (sala I e II), Teatro Tivoli, Cabaret Maxime, Restaurante Terraço Hotel Tivoli, Casa do Alentejo, Estação de Metro dos Restauradores, Sociedade de Geografia de Lisboa, reforçando a busca por novas ambiências que, num contexto urbano, valorizem simultaneamente a dinâmica do festival e a música ao vivo. Falta agora apenas revelar a nona sala do festival.

Do rock alternativo ao blues, passando pelo fado e pelo dubstep, o Vodafone Mexefest compromete-se a não deixar nada de fora. Até ao momento estão confirmados, entre outros, James Blake, Toro Y Moi, Bebe, Junior Boys, Handsome Furs, Lindstrøm, PAUS, You Can’t Win, Charlie Brown, We Trust, Doismileoito e Old Jerusalem.

O passe para os dois dias custa 40 euros e está à venda nos locais habituais.

 Texto de Cristina Alves
 Foto de Sara Santos

 

Deixar uma resposta