D. Maria II apresenta Três Mulheres Altas de Edward Albee

Catarina Avelar, Paula Mora e Inês Castel-Branco sobem hoje ao palco da Sala Garrett, do Teatro Nacional D. Maria II, com a peça Três Mulheres Altas, da autoria de Edward Albee e encenação de Manuel Coelho.  Três mulheres altas ©Filipe Ferreira_2

Três mulheres altas foi escrita pouco tempo após a morte da mãe adotiva do dramaturgo norte-americano Edward Albee e, para a crítica, é talvez a sua peça mais pessoal. Perversamente engraçada, e dita com uma verdade intransigente, a peça reflete profundamente sobre a vida humana, a partir do olhar de três mulheres de diferentes gerações – uma mulher na juventude, uma mulher de meia idade, e uma mulher próxima da morte. Enquanto a mulher mais velha medita sobre a sua vida – incluindo o afastamento do seu filho, visto pela crítica como um alter ego do próprio Albee – desenvolve uma clareza de espírito que transcende o seu corpo debilitado.

Ao partilharem as suas esperanças, estas três gerações de mulheres confrontam os seus arrependimentos e pronunciam ressentimentos. Lida como um retrato do complexo relacionamento de Albee com a sua mãe adotiva,Três mulheres altas continua a ser uma das peças sombriamente mais divertidas do dramaturgo.

Três mulheres altas ©Filipe FerreiraDe destacar para além da interpretação destas três grandes atrizes de gerações distintas, e de José Neves, os figurinos concebidos por Dino Alves e música original de José Salgueiro.

A peça vai estar em cena até dia 13 de julho, com sessões às quartas-feiras às 19h00, de quinta a sábado às 21h00 e domingo às 16h00. Os bilhetes podem ser adquiridos na bilheteira do teatro e os preços variam entre os 5 e os 17 euros.

Texto de Elsa Furtado 
Fotos gentilmente cedidas pelo TNDMII 

 

Deixar uma resposta