Concerto dos Arcade Fire em Lisboa cancelado por causa da Cimeira da Nato

A menos de três semanas, o concerto dos canadianos Arcade Fire, previsto para o próximo dia 18, no Pavilhão Atlântico, foi cancelado por razões de segurança relacionadas com a Cimeira da NATO, que acontece a poucas dezenas de metros, nos pavilhões da FIL, entre os dias 19 e 20, tal como já vinha a ser falado.

O agente da banda canadiana afirmou esta segunda-feira, em comunicado, que os promotores do concerto, a Everything Is New, foram informados, este fim-de-semana, pela sociedade gestora do Pavilhão Atlântico que “o recinto não estará disponível” para os Arcade Fire na data do concerto.

A Everything is New acrescenta que a posição da gestora do pavilhão terá resultado de determinação do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE), comunicada através da Estrutura de Missão para a Cimeira da Nato, e ficará a dever-se a razões de segurnça relacionadas com a realização da Cimeira da NATO. Este é o culminar de uma luta entre a promotora do concerto e o MNE, que desde Julho passado vinha a ameaçar cancelar este espectáculo.

“A banda está desapontada com a situação, mas não há mais nada que possamos fazer”, disse o agente dos Arcade Fire, Scott Rodger. O agente garantiu que procurará trazer a banda a Portugal o mais brevemente possível, no entanto, no seu perfil do Twitter, Scott Rodger afirmou que “infelizmente” o concerto não poderá ser remarcado “a curto prazo”, já que a digressão, que começaria em Lisboa, vai-se prolongar até ao Verão de 2011, pelo que não haverá até lá qualquer margem de manobra para uma remarcação do concerto, asseverou.

Quanto aos mais de 15 mil bilhetes que já tinham sido vendidos, a produtora informa que o dinheiro começará a ser devolvido na íntegra, nos locais de compra a partir de amanhã, dia 3.

Texto de Cristina Alves

Deixar uma resposta