Cinema Londres acolhe exposição coletiva Clássicos do Cinema

O cinema Londres na Avenida de Roma em Lisboa volta a acolher arte contemporânea, desta vez promovida pela Microarte Galeria e comissariada por Catarina da Ponte, com  a exposição coletiva Clássicos do Cinema.

Dezanove artistas contemporâneos foram desafiados a revisitar e interpretar clássicos da Sétima Arte de forma a ocupar todo o espaço do emblemático cinema (nas portas, colunas, nos porta-cartazes, nichos entre outros locais) com pintura, desenho, escultura, instalação, ilustração, joalharia de autor e fotografia.

Os artistas que integram esta exposição são Artur Varela que se inspira sobre Vidrianna de Buñuel e recorre à  pintura e escultura; Alexandra Corte-Real, cujas peças de joalharia falam sobre E tudo o Vento Levou de Fleming; Branislav Mihajlovic apresenta uma pintura sobre  o filme Andrei Rublev de Tarkovki; David Carson, considerado um dos mais influentes designers da actualidade, desenvolveu dois cartazes relativos ao filme Mama Mia, de Lloyd; Duarte Lázaro inspira-se no mundo de Hitchcock e apresenta uma ilustração alusiva ao filme The Birds;  Gina Martins pinta Lisbon Story de Wim Wenders; Hugo Lucas ilustra as portas de entrada do cinema; José Antunes reflete na sua pintura o filme de Manoel de Oliveira, Non ou a Vã Glória de Mandar; José Mendes de Almeida traz fotografias inspiradas no filme Boop-oop-a-doop dos Fleischer;  Lília de Carvalho inspira-se em Fahrenheit 451 para a sua instalação e Luiz Morgadinho pinta Cinema Paraíso de Tornatore. O filme Casa Blanca é interpretado individualmente por dois artistas, Luis Camacho e Paulo Ossião; Mena Brito desenha Aristogatos de Reitherman;  Moisés Preto Paulo esculpe Moulin Rouge de Baz-Luzhemann; Pedro Palrão ilustra Laranja Mecânica de Kubrik; Rogério Timóteo inspira-se em Olympia de Reinfenstahl; Pedro Cunha e Sofia Xavier fazem uma instalação conjunta sobre vários clássicos do cinema  e Sofia Xavier apresenta Stalker de Tarkovsy com fotografia.

A exposição estará patente até ao dia 16 de dezembro, todos os dias entre as 13h00 e as 22h00 e a entrada é gratuita.

Texto de Joana Resende

Deixar uma resposta