Centro Cultural Malaposta apresenta Florbela

Amanhã dia 18 de Julho, às 21h30, o Centro da Malaposta irá apresentar o filme Florbela de Vicente Alves do Ó, inspirado na vida e obra da poetiza  num retrato íntimo de um momento no tempo, em busca de inspiração, uma mulher que viveu de forma intensa e não conseguiu amar docemente.

Num Portugal atordoado pelo fim dos Anos 20, Florbela (Dalila Carmo) separa-se de forma violenta de António. Apaixonada por Mário Lage (Albano Jerónimo), refugia-se num novo casamento, mas a vida de esposa na província não é conciliável com sua alma inquieta.

Não consegue escrever nem amar. Ao receber uma carta do irmão Apeles (Ivo Canelas), Florbela corre para junto dele. Na cumplicidade do irmão aviador, Florbela procura um sopro em cada esquina da capital entre amantes, revoltas populares e festas de foxtrot. O marido tenta resgatá-la para a normalidade, mas como dar norte a quem tem sede de infinito? Entre a realidade e o sonho, os poemas surgem quando o tempo pára.

Nesse imaginário febril de Florbela, neva dentro de casa, esvoaçam folhas na sala, panteras ganham vida e apenas os seus poemas a mantém sã. Florbela é o retrato íntimo de Florbela Espanca: não de toda a sua vida cheia de sofrimento, mas de um momento no tempo, em busca de inspiração, uma mulher que viveu de forma intensa e não conseguiu amar docemente.

 

Com um elenco de luxo, o filme conta com as interpretações de Dalila Carmo como Florbela Espanca, Albano Jerónimo como Mário Lage, Ivo Canelas como Apeles, Rita Loureiro como Sophia D’Arriaga, José Neves como António e António Fonseca como João Espanca.

Este será um serão de grande qualidade na produção nacional  proporcionado pelo Centro cultural da Malaposta, pelo preço único de 3 euros.

Texto de Margarida Vieira Louro

Deixar uma resposta