CCB recebe Festival Temps D’Images dedicado aos mais pequenos

O Centro Cultural de Belém, em Lisboa, vai receber o Festival Temps d’Images, destinado aos mais novos, dos 4 aos 16 anos, a decorrer de 3 a 13 de novembro.

O Algorítmico do Space Ensemble, um filme-concerto sobre música e matemática é exibido dia 3, às 10h00 e às 11h30, no Pequeno Auditório, com a duração de 60 minutos, para maiores de 6 anos. Os músicos são Eleonor Picas na Harpa, Henrique Fernandes no Contrabaixo, Nuno Ferros na Eletrónica, JoãoTiago Fernandes na Percussão, João Martins no Saxofone e na Mesa, Sérgio Bastos Piano. Os filmes são realizados por Norman McLaren e René Jodoin. A programação multimédia em Pure Date  é de João Martins, as ilustrações  de João Tiago Fernandes e a direcção artística é de Nuno Ferros. Conta com o apoio do NFB National Film Board (Canadá).

Filmes da terra do Pai Natal, no Pequeno Auditório, dia 4 novembro, às 10h00 e 11h30, dia 5 novembro, às 11h30 e às 15h30, os filmes selecionados têm entre6 a 10 minutos. O Space Ensemble criou um filme-concerto numa parceria com o Finnish Film Contact de grande apelo à imaginação e curiosidade das crianças. Este é composto por curtas-metragens de animação contemporâneas de Heikki Prekula, Ismo Virtanen e Mariko Härköbeb, e de episódios da série Turilas Jäärä. Recriando o ambiente do cinema mudo, os filmes serão acompanhados com interpretações ao vivo do Space Ensemble. No intervalo dos filmes, um(a) apresentador(a) irá descrever os filmes, apresentar os músicos e fará uma breve apresentação da Finlândia (terra do Pai Natal). As crianças poderão experimentar os instrumentos menos comuns do grupo musical no final.  Ideal para meninos dos 4 aos 10 anos.

A Forma do Espaço, com Andresa Soares e Lígia Soares, na Sala de Ensaio, de 9 a 11 de novembro às 11h00, dia 12 às 15h30 e dia 13 às 11h30. São 90 minutos para contar uma história de amor, intriga e sedução. Dos 12 aos 16 anos. Inspirada na escrita de Calvino, a história é criada de forma semelhante a um teatro de sombras. Pretende-se criar uma “fantasia” entre a história e o seu universo de construção. No final da apresentação, os jovens serão convidados a experimentar o dispositivo e criar demonstrações.

Os bilhetes durante a semana são 3 euros e para o fim-de-semana custam 5 euros.

Texto de Clara Inácio
Fotos gentilmente cedidas pela produção

Deixar uma resposta