Casa da Imprensa apresenta exposição de Lígia Pereira

A Casa da Imprensa, em Lisboa, inaugura na próxima sexta-feira, dia 17, a mostra Pinto a fotografia que não consegui tirar,  de Lígia Pereira, que vai ficar patente ao público na sala Artur Portela, até dia 4 de Outubro.

A exposição reúne várias obras em acrílico sobre tela e aguarela, e regista alguns momentos captados pelas objectivas dos repórteres – fotográficos no Médio Oriente, Estados Unidos ou Sudão e publicadas nos jornais, entre 2006 e 2010, e pretende “reflectir através delas o Estado do Mundo”, nas palavras da artista.

“ Esta série de imagens que fiz a partir dos jornais foi mais um acidente de percurso. Penso que, se me apropriar das fotografias, posso fazer esticar aqueles momentos. E se transpuser essa imagem para a tela convido a uma outra reflexão, que não é viável durante a leitura do jornal. Reflecte questões ligadas à condição humana, na sua condição ética, social e política. Parte de uma observação pessoal, tendo em conta que desenvolvi as actuais tendências nas áreas da reportagem e da comunicação”, diz Lígia Pereira sobre a exposição, na divulgação da Casa da Imprensa.

A mostra vai estar patente ao público diariamente, até 4 de Outubro, das 9h30 às 19h30, e tem entrada gratuita.

Texto de Elsa Furtado

Deixar uma resposta