Cartazes de propaganda chinesa no Museu do Oriente

Cartazes de propaganda chinesa (4)O Museu do Oriente inaugura amanhã exposição Cartazes de Propaganda Chinesa. A Arte ao Serviço da Política, pelas 18h30, na Galeria Nascente. Trata-se de uma mostra de cerca de 100 cartazes de propaganda chinesa, produzidos entre 1959 e 1981 e que constituem um documento histórico do período que vai do Grande Salto em Frente e da criação das Comunas Populares ao fim da Revolução Cultural.

Nos 100 cartazes em exposição, seleccionados de um total de 200 que integram a Colecção Kwok On da Fundação Oriente, estão bem ilustrados os temas mais correntemente abordados na época, como a glorificação do presidente Mao e dos heróis comunistas, a prosperidade da economia, a luta contra o imperialismo, a felicidade do povo e o poder do exército.

Estes cartazes eram colocados em todo o lado e faziam parte do quotidiano dos chineses. Anteviam o futuro radioso da China comunista com o super-herói Mao a conduzir o país à felicidade e à glória. Com tiragens que chegavam a atingir as dezenas de milhares de exemplares.

No âmbito da exposição o Museu do Oriente organiza ainda, nos dias 26 de janeiro e 2, 9 e 16 de fevereiro, das 10h00 às 13h00, o curso Poder, Imagem, Texto: A arte da propaganda na República Popular da China. Os participantes irão aprender que, na China, a arte está muito próxima da política, relação que se estreitou a partir da segunda metade do século XX.

A exposição fica patente até dia 27 de outubro.

Texto de Clara Inácio

 

Deixar uma resposta