BTL 2012 vai ter aplicação para smartphones

A Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), feira de turismo que se realiza em Lisboa, entre os dias 29 de fevereiro e 4 de março, terá um grande enfoque no uso das novas tecnologias para uma maior proximidade entre a organização, os expositores e os visitantes. A última novidade é um aplicativo para Smartphones com sistemas iOS e Android.

Assim e depois de já ter revelado publicamente a BTL Tech, um espaço dedicado à exposição e demonstração de soluções tecnológicas dirigidas para o sector do turismo e hotelaria, a BTL apresenta agora uma aplicação para telemóveis que “vem ao encontro da necessidade premente ditada pela evolução das novas tecnologias: a informação no imediato”, segundo se pode ler em comunicado à imprensa.

O aplicativo dá a oportunidade de fácil acesso a horários, localização, descrição do evento e preço dos ingressos, tudo o que está a acontecer no momento, programação dia-a-dia, oradores de cada conferência, expositores (por categoria e através do mapa da feira), patrocinadores, possibilidade de escolher quais os eventos que pretende assistir e adicioná-los à sua agenda, criando o seu programa de atividades e acesso aos descontos exclusivos aplicados pelos expositores para os visitantes da BTL. Os utilizadores destes sistemas operativos vão ainda ter acesso ao mapa da exposição, a galerias de imagens e vídeos e ao Guia YouGo Lisboa, onde podem ficar a conhecer a zona envolvente da BTL.

As redes sociais também estão abrangidas nesta aplicação, sendo possível partilhar a informação que se recebe através do facebook ou twitter, além do e-mail. Esta informação poderá ser descarregada na App Store da Apple e no Android Market, com acesso imediato a partir da página principal do site da BTL e nas respectivas redes sociais, assim como pelo site da M-Insight.

Esta aplicação, desenvolvida em parceria pela M-Insight, é grátis e está disponível para as plataformas iPhone e Android. Todos os utilisadores terão acesso ao conteúdo antes, durante e após a visita à BTL.

Texto de Cristina Alves

Deixar uma resposta