Brasil em destaque na III Edição do FESTin que arranca amanhã

O cinema São Jorge acolhe a partir desta quarta-feira, dia 9 e até 16 de Maio, a terceira edição do FESTin, o festival de cultura lusófona que este ano realça o cinema brasileiro. Entre as várias exibições de curtas e longas-metragens será apresentada uma retrospectiva do cineasta Hector Babenco, que havia confirmado a sua presença em Lisboa mas que por razões de saúde não poderá estar em Portugal, sendo substituído pela mulher, a actriz brasileira Bárbara Paz.

Entre as películas deste realizador que nasceu na Argentina mas que aos 23 anos se mudou para o Brasil, encontram-se Pixote – a Lei do Mais Fraco  que remonta a 1981. O filme que será exibido no São Jorge, foi aplaudido nos Estados Unidos e considerado o melhor filme estrangeiro do ano pela Associação de Críticos de Los Angeles.

Além da presença de Bárbara Paz, também o actor Joel Barcellos que contracenou com Jardel Filho em vários filmes marcará presença. O FESTin apresenta quatro das mais emblemáticas produções nas quais Jardel Filho participou: Terra em Transe (1967), de Glauber Rocha; Macunaíma (1969), de Joaquim Pedro de Andrade; Pixote – a lei do mais fraco (1981), de Hector Babenco; e Rio Babilónia (1982), de Neville D’Almeida.

A sessão de homenagem a Hector Babenco e a Jardel Filho acontecem na quinta-feira, pelas 19h00 e serão conduzidas pela também actriz (e modelo) angolana Izilda Mussuela.

Paralelamente à mostra cinematográfica, o festival preparou ainda palestras, oficinas e mesas-redondas aproximando assim o público da produção e dos convidados.

Este certame nasceu em 2010 sendo Moçambique o país em destaque. Em 2011 o foco centrou-se em Portugal e este ano o Brasil assume o papel principal. Todos os anos além desta vasta programação é apresentada uma Mostra para a Inclusão composta por 10 curtas-metragens, cujo destaque em 2012 é o projecto ‘Quinta do Mocho’

Conheça toda a programação aqui .

Texto de Sofia Rato

Deixar uma resposta