Branca de Neve no gelo encantou pequenos e graúdos em Lisboa

Reportagem de Tânia Fernandes

Nem o frio, que se faz sentir pela proximidade da pista de gelo, parece arrefecer o entusiasmo dos pequenos e graúdos que assistem a esta adaptação do clássico dos Irmãos Grimm. Branca de Neve é o último dos espetáculos do Festival do Gelo, que este fim-de-semana anima o Campo Pequeno. 

O palco é branco e os patinadores da Russian Ice Stars demonstram que a relação entre desporto e arte pode ser muito feliz! Muito próximo do bailado, este espetáculo vale pelo talento dos seus intervenientes. O espaço não é grande e eles deslizam com velocidade, realizando manobras que exigem esforço mas são apresentadas aqui de forma harmoniosa. Parece tudo tão fácil…

A graciosidade com que vão desenrolando os detalhes, sobejamente reconhecidos por todos, parece agradar ao público que vai aplaudindo efusivamente. Sem recurso a grandes extras, mas com brilho e glamour, vão surgindo os elementos essenciais à narrativa: a rapariga bonita, o espelho, os sete anões, a maçã, o sono profundo, o principe encantado que quebra a maldição… E também nós mergulhamos neste encantamento durante as cerca de duas horas de duraçao deste espetáculo.

Diana Caetano, patinadora portuguesa, vai fazendo a ligação entre cenas. É ela que nos acolhe e guia nesta floresta encantada. Para além da patinagem há ainda alguns apontamentos de acrobacia em arco e de malabaristas que entram a dominar o fogo e a espalhar magia junto das crianças em forma de bolas de sabão.

Deixar uma resposta