Booksmile aposta em scanimation com “Galope!”

galope_RGBGalope! é o primeiro livro de ilustrações especiais – scanimation, em que as imagens se mexem sozinhas, publicado recentemente pela editora Booksmile. Com uma oferta inicial dirigida ao infanto-juvenil, a Booksmile assume-se como a primeira editora portuguesa de livros ilustrados para o grande público.

Abre-se a página e o cavalo galopa, noutra um gato salta, ainda noutra um macaco atira-se de galho em galho e uma borboleta bate as asas. As imagens mexem-se como se estivessem num pequeno ecrã e nós não temos de fazer mais nada do que abrir a página. A técnica chama-se scanimation e faz com que as ilustrações de um livro pareçam pequenos vídeos. O livro onde elas estão chama-se Galope!, é um bestseller mundial e é a grande aposta de uma editora que chegou este ano ao mercado.

Dirigido a um público entre os três e os cinco anos, Galope!, de Rufus Butler Seder, teve uma tiragem inicial de 20 mil exemplares (em Portugal, uma primeira edição anda à volta dos cinco mil).

O autor, Rufus Butler Seder, é realizador de cinema, inventor e artista óptico. Reside nos EUA e desenvolve brinquedos usando tecnologias inventadas por si. A ideia de criar este livro nasceu de uma das suas invenções, um mural feito de tijolos de vidro que parecem ganhar vida à medida que o observador passa por eles. No caso deste livro, a imagem que é impressa tem seis frames interpostas, e quando se puxa a página puxa-se também uma película de plástico com tiras pretas que vão revelando cada frame.

O livro tem 24 páginas e até Agosto de 2010 tem um preço fixo de 14,99 euros.

Por Cristina Alves

2 Comentários

  1. Parabéns pela publicação. Muito lindo e com texto muito agradável.Quero saber se já há outros, e, quais são pois desejo comprar outros livros com essa técnica.

    • Bom dia Sandra, pode acompanhar os lançamentos da Booksmile através do site da editora. O C&H já teve com outros livros de scanimation nas mãos, da mesma colecção, mas não sabe quando vão ser publicados no nosso país.
      Obrigada pelo seu comentário.

Deixar uma resposta