Black Eyed Peas regressam em força

Depois de ter sido anunciado em Fevereiro de 2010, chegou finalmente à lojas o novo album dos Black Eyed Peas, que segundo Apl.de.ap, membro da banda, é uma “continuação” do quinto álbum do grupo The E.N.D. (The Energy Never Dies), lançado em Junho de 2009 e que atingiu a marca de Dupla Platina em Portugal.

The Beginning é o nome do novo trabalho, que tem como primeiro single o tema «The Time (The Dirty Bit)», que é praticamente uma versão dançante de «(I’ve Had) The Time of My Life», tendo como refrão a canção-tema do filme Dirty Dancing, de 1987. Gravado por Bill Medley e Jennifer Warnes e produzido por Will.I.Am, este single estreou-se na 13° posição na Billboard Hot100 e celebra “este momento espantoso das nossas vidas,” segundo palavras de Fergie.

O vídeo do single foi realizado por Rich Lee, que já tinha trabalhado com os Black Eyed Peas, bem como em vídeos de Eminem ou Pussycat Dolls.

O disco é apresentado em três formatos distintos: a versão standard – CD simples com 12 músicas novas; a versão deluxe – inclui as 12 músicas novas e mais 3 temas extra inéditos; e a versão mega-deluxe – composta pela versão deluxe acrescida de um CD Best Of extraído do The E.N.D. com 5 canções.

The Beginning não assinala nenhum reinício nem nenhum renascimento. Aliás, musicalmente inspira-se na energia da música de dança aperfeiçoada em The E.N.D., embora com uma paleta de música pop e electrónica mais sofisticada. The Beginning é uma evolução do som do álbum anterior, desta vez socorrendo-se de uma vibração electrónica mais intensa além dos ritmos house.

Uma grande parte deste álbum foi concebida durante a mais recente digressão mundial dos Black Eyed Peas, na qual actuaram em mais de 20 países e para mais de um milhão de pessoas.

Texto de Cristina Alves

Deixar uma resposta