Biblioteca Nacional Dedica Exposição A Enid Blyton E Aos Cinco

Quem não leu já uma obra, ou várias, da conceituada escritora inglesa Enid Blyton, que viveu entre 1897 e 1968? Do Noddy aos Sete, passando pelos Cinco e pelas Gémeas, sem esquecer a colecção O Colégio das Quatro Torres e a de Mistérios, entre tantas outras obras que marcaram gerações ao longo de todo o século XX e continuam a ainda a marcar leitores neste século XXI.

Para homenagear esta emblemática escritora de obras infantis e juvenis, a Biblioteca Nacional apresenta a mostra Enid Blyton: 75 Anos de Os Cinco, que assinala simultaneamente o 75º aniversário das primeiras aventuras de Os Cinco e os 120 anos do nascimento da autora, para ver na Sala de Referência até dia 7 de outubro.

Ao longo da sua vida, a autora escreveu mais de 600 obras, entre 1917 – altura em que começou a publicar alguns poemas e 1968, tendo até hoje sido publicados cerca de 600 milhões de exemplares dos seus livros.

Entre as suas obras e personagens mais conhecidas destacam-se Os Cinco, série criada e publicada inicialmente entre as duas Grande Guerras Mundiais, e que foi adaptada várias vezes para televisão, de que se destaca a série The Famous Five (1978-1979), que foi emitida nos anos 80 pela RTP.

Fruto de uma época, as obras de Enid Blyton viveram momentos mais controversos nos finais do século XX e inícios do século XXI, tendo havido várias tentativas para adaptar a linguagem e comportamentos aos dias de hoje, mas sem grande sucesso. Afinal, o que faz destes livros grandes sucessos é mesmo a sua originalidade e intemporalidade.

Esta mostra bibliográfica reúne várias edições de obras de Blyton traduzidas para português, que são acompanhadas por objetos relacionados com a autora, provenientes da coleção pessoal de Paulo Ferreira, autor do projeto Mistério Juvenil e conhecido fã português da criadora de Os Cinco.

A exposição pode ser vista de segunda a sexta, das 9h30 às 19h30, e aos sábados das 9h30 às 17h30 (durante o verão a BNP está encerrada ao fim de semana). Com entrada gratuita.

A par da mostra, a programação complementar inclui ainda um colóquio no dia 3 de outubro, no Auditório da BNP, em hora a anunciar. Com entrada livre.

Deixar uma resposta