Bertrand publica A Livreira Anarquista

A Livreira Anarquista está de regresso, desta vez em papel e numa edição Bertrand, em título homónimo, no qual que regista as situações mais bizarras que lhe aconteceram durante o seu trabalho numa livraria, à semelhança do que já fazia no seu blogue.

Ser livreiro é um cargo de alto risco, nem sempre valorizado, que acarreta (entre outras) a importante responsabilidade de manter o equilíbrio entre duas das dimensões com mais usuários inscritos: a dimensão cronológica corrente, e a chamada esfera bizarra, vulgarmente conhecida como Quinta Dimensão. A partir do momento em que um ser da dimensão cronológica corrente entra numa livraria, fica imediatamente sujeito à influência de seres (e forças) regidos pela Quinta

Dimensão, conhecidos também, na gíria técnica da Ordem, como Fregueses. Esse facto fornece-nos uma útil informação: a de que as livrarias são, em alguns casos, portais de interação entre estas duas plataformas cognitivas que partilham o mesmo espaço físico mas não a mesma lógica.

A Livreira Anarquista, uma edição Bertrand Editora, 152 páginas, à venda por 13,30 euros.

Texto de Sandra Dias

Deixar uma resposta