Assinala-se dia 18 o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios

Celebra-se na próxima segunda-feira dia 18 de Abril o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, este ano subordinado ao tema “Água: Cultura e Património”, que este vai contar com cerca de 510 atividades ao longo de todo o território nacional, incluindo Açores e Madeira, envolvendo 200 localidades e 423 entidades públicas e privadas.

Para a capital estão previstas várias ações promovidas pela autarquia, Turismo de Lisboa e associados. A começar hoje, dia 16 de Abril, pelas 21h30m, no Museu Romano é apresentada a peça A Vida é Sonho, da autoria de Pedro Calderón de La Barca (1600-1681), sobre os mistérios do destino humano e o conflito entre o livre-arbítrio e a predestinação, com a participação do Ator/Encenador João Rosa e tem entrada livre.

A 18 de Abril há Percurso por Alfama, numa parceria entre o Museu da Cidade e a Unidade de Projecto de Alfama, Direcção Geral de Energia e Geologia e Laboratório Nacional de Energia e Geologia I.P., pela área das nascentes de Alfama, cujas referências históricas mais antigas remontam à época islâmica. As suas propriedades químicas e temperaturas superiores a 20ºC levaram ao estabelecimento de edifícios termais especialmente durante o século XIX e XX. O ponto de encontro é o Chafariz D’El Rei (Rua do Cais de Santarém). As visitas serão ás 10h30 e 15h00 (número máximo de 30 participantes). É necessário inscrição prévia no Museu da Cidade e é gratuita.

Já o Turismo de Lisboa e alguns dos seus associados propõe várias atividades especialmente no campo turístico marítimo, ao longo do rio, nas zonas de Belém e do Parque das Nações, nomeadamente na marina, onde nos dias 17 e 18 vão decorrer vários passeios no rio, oficina de pinturas de embarcações típicas do Tejo, trabalhos de arte de marinheiro associados a estas embarcações e exposições e a exibição de um filme do arquivo do realizador norte-americano Steven Spielberg.

Ainda no Tejo, a empresa Veltagus sugere, para os dias 18 e 19 navegar no estuário do Tejo, a bordo do veleiro “Príncipe Perfeito” e/ou o passeio “Historic Promenade”, na lancha “Margem I”, já a empresa Marlin Boat Tours, planeou para dia 18, um passeio de 30 minutos em lancha rápida, com passagem pela zona monumental de Belém.

O Castelo de São Jorge lança pelas 18h00 a iniciativa “O que é que os castelos têm a ver com água?” – a participação é gratuita, mas requer inscrição prévia. É para maiores de 6 anos e tem a duração de 1h30m.

Esta visita tenta explicar a relação entre castelos e água – os castelos localizam-se no alto e a água em regra localiza-se em vales –  como é que os nossos antepassados resolveram o problema do abastecimento da água?

Em Oeiras vão ser lançados os guias familiares Descobrir e Colorir (dos 7 aos 11 anos) números 1, “Património da água no concelho de Oeiras” e 2, “Património da Água na Fábrica da Pólvora”. Ambos os guias são de exploração livre e estão disponíveis a 17 de Abril, gratuitamente, na loja da CMO do Oeiras Parque, na Fábrica da Pólvora, na Galeria Verney e no Centro Cultural Palácio do Egipto – Posto de Turismo de Oeiras.

Na Fábrica da Pólvora de Barcarena é realizado o atelier para famílias “A água e a luz” (dos 3 aos 6 anos), pelas 15h00, a participação é gratuita, mediante inscrição prévia.

Em  Cascais as comemorações incluem uma visita às Grutas do Poço Velho, possibilidade única, pois as grutas só são visitáveis em datas comemorativas, no sábado, 16 de Abril, das 14h00 às 19h00. As grutas do Poço Velho são cavidades cársicas da bacia da ribeira das Vinhas e situam-se no centro da vila de Cascais (Largo das Grutas, nas traseiras do Edifício S. José). As escavações arqueológicas efectuadas no século XIX permitiram detectar uma ocupação intensiva destas grutas em época pré-histórica (3º milénio a.C.), como espaço funerário, tendo sido identificada mais de uma centena de enterramentos.

No domingo, dia 17 de Abril a autarquia organizou um passeio subordinado ao tema  “A Ribeira das Vinhas: Património natural e presença humana” ao longo do vale da Ribeira das Vinhas, entre o Pisão e o Marmeleiro, perto de Murches. É necessária inscrição prévia. A partida é da Praça 5 de Outubro, junto ao edifício dos Paços do Concelho. Este passeio visa  observar a importância dos  aspectos naturais e ecológicos, bem como identificar sinais da intervenção humana no local.

Em Setúbal, a autarquia associou-se à empresa Vertigem Azul e prepararam para dia 17 um passeio de três horas no estuário do rio Sado, que termina com uma prova de vinho Moscatel e doces regionais.

Na península de Tróia, o empreendimento Troiaresort promove um “Dia Aberto nas Ruínas Romanas de Tróia”, com visitas gratuitas ao local, associando-se assim às celebrações desta data. A visita decorrerá das 10h00 às 13h00 e das 14h30 às 17h30. Às 11h00 terá lugar uma visita guiada com o tema “Salgas, Banhos e Água”. As Ruínas Romanas de Tróia são o maior complexo de produção de salgas de peixe conhecido no mundo romano, com cerca de dois mil anos de história e estão classificadas como Monumento Nacional desde 1910.

Em Tomar,  a autarquia promove uma ação junto à Roda do Mouchão “Eu sei tudo sobre a Roda do Mouchão”, destinada a crianças dos 6 aos 12 anos, sendo explicado o modo de funcionamento da roda e da sua origem, seguida de uma exploração pedagógica. No Convento de Cristo vai ser exibida uma atividade multimédia no interior da cisterna com o tema “A arquitetura da água no Convento de Cristo na cisterna dos Corvos – Sinta-se uma gota de água”. O acesso ao convento é livre. No domingo, dia 17,  a autarquia promove um passeio entre Asseiceira e a Capela de S. Lourenço em Tomar.

O Município de Avis propõe  descobrir um dos ex-libris do património natural do Concelho: a Albufeira do Maranhão, no dia 17 de Abril. São três viagens de 90 minutos para desfrutar do cenário natural e ver o património histórico da perspectiva do plano de água.

No dia 18 de Abril, o programa é a visita á Cisterna Camarária, a partir das 11h00, com animação musical, a que se segue a divulgação do percurso do Roteiro Artístico do Concelho de Avis “Cursos e percursos de água: do engenho à necessidade” e a apresentação do percurso “Símbolos, signos e elementos notáveis”. Para as 14h00 está agendada uma visita ao Núcleo Megalítico da Ordem e ao Moinho do Duque, na Freguesia de Maranhão. A Biblioteca  Municipal, o Posto de Turismo e o Pólo da Biblioteca Municipal em Benavila terão patentes de 18 a 31 de Abril a exposição fotográfica “Águas d’Avis”.

A cidade de Olhão através do Museu da Cidade associa-se à iniciativa do IGESPAR “Água: Cultura e Património”  e cria o passeio orientado temático “Do Compromisso a Marim”. O percurso é dirigido ao público em geral e é orientado pelos técnicos do Museu da Cidade. Inicia-se no Compromisso Marítimo de Olhão, passa na zona ribeirinha e termina no Parque Natural da Ria Formosa. No decurso da visita serão efectuadas paragens para contextualização histórica, junto dos pontos patrimoniais ligados à temática da água.

O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios foi criado pelo Conselho Internacional dos Monumentos e Sítios (ICOMOS) em 1982 e reconhecido o ano seguinte pela UNESCO, tem como objectivo sensibilizar o público para a diversidade e vulnerabilidade do património, e ao indispensável e inerente esforço para a sua proteção e conservação.

Por Clara Inácio
Fotos de Elsa Furtado e Francisco Lourenço

 

Deixar uma resposta