Bertrand continua a reedição da obra de Aquilino Ribeiro

A Bertrand prossegue a reedição das obras de Aquilino Ribeiro com o título Terras do Demo, publicado pela primeira vez em 1919.

A serra é agreste, primitiva, mas tem carácter, sem dúvida. Comprazes-te em pintar-lhe as virtudes e encantos sem sombras, e não serei eu que te acoime de parcial. As tintas escuras são para o novelista e tens razão. Decerto que eu, ao chamar-lhe Terras do Demo, não quis designá-las por terras do pecado, porque o pecado seja ali mais grado ou revista aspeto especial que não tenha algures. Nada disso. A serra é portuguesa no bem e no mal. Chamei-lhe assim porque a vida ali é dura, pobrinha, castigada pelo meio natural, sobrecarregada pelo fisco mercê de antigos e inconsiderados erros e abusos, porque em poucas terras como esta é sensível o fadário da existência.

Terras do Demo, de Aquilino Ribeiro, Bertrand, com 264 páginas, à venda por15,50 euros.

Deixar uma resposta