Aproxima-se a 6ª edição de Dias da Música no CCB

O Dias da Música em Belém no Centro Cultural de Belém arranca a 27 de abril, para três dias repletos de música, subordinado ao tema A Voz Humana – O Canto através dos Tempos.

A programação conta com 60 concertos em 7 salas e mais de 29 mil bilhetes. Os géneros musicais são diversos, da Idade Média à música contemporânea, do madrigal renascentista e barroco às grandes massas corais sinfónicas do Romantismo, do intimismo do Lied à elegância da mélodie francesa, passando por géneros de origem popular, como o blues e o fado, num percurso que coloca a Voz Humana no centro da musical ocidental.

Em estreia absoluta o festival apresenta “Descubro a Voz” de Luís Tinoco e apresenta quatro estreias modernas mundiais, Sonata I a tre de Pedro António Avondano; Recitativo Lascia mi peso, o cara e ária luci che regnate e ária com violinos dolce speme in questo seno, de Francisco António de Almeida; Concerto a flauto traverso, due violini, viola & baço, de Gaetano Maria Achiassi.

São convidados mais de 1200 músicos, com cem compositores, dos quais nove são portugueses, Luís Tinoco, Eurico Carrapatoso, Fernando Lopes-Graça, José Vianna da Motta, Francisco António de Almeida, Pedro António Avondano, D. Dinis, Manuel Machado e Diogo Dias Melgaz.

Para os mais novos a Fábrica das Artes preparou um conjunto de oficinas. As oficinas funcionam ao sábado e domingo a partir das 10h00, no espaço da Fábrica das Artes.

Nos espaços de circulação decorrem concertos e recitais por alunos e professores de música convidados. Continua a série Aqui há piano com diversos pianos instalados no CCB para pequenos concertos ou para descobrir este instrumento. Aqui há conversas com… promove encontros e palestras informais na Sala de Leitura.

Há ainda espaços de venda de CD, livros e outros objectos referentes ao Festival.

Os preços dos bilhetes vão dos 2,50 euros aos 10,50 euros. Os bilhetes para o festival já se encontram à venda. O Dias da Música em Belém decorre nos dias 27, 28 e 29 de Abril.

Texto de Clara Inácio

Deixar uma resposta